A Hollywood Democrata é uma Sodoma cenográfica

Depois de o produtor Harvey Weinstein ter sido denunciado por inúmeras atrizes de ter cometido assédio e estupro, abriu-se uma verdadeira Caixa de Pandora de crimes sexuais em Hollywood. Kevin Spacey foi acusado de pedofilia pelo ator Anthony Rapp, que teria sofrido abuso com apenas 14 anos, e de assédio pelo ator Roberto Cavazos. Outra celebridade que agora terá de se explicar é Dustin Hoffman, a quem a produtora Anna Graham Hunter acusou de a ter assediado quando tinha 17 anos.

O glamour, a pompa e a pose da classe artística americana se revelaram o invólucro charmoso de um mundo de obscenidades. Hollywood virou uma verdadeira Sodoma cenográfica onde o nível de indecência moral faria a Roma de Calígula parecer um Mosteiro. E no holofote dos graves crimes que vêm a público estão muitas das personalidades que até pouco tempo se notabilizavam pela atuação política e social de esquerda. Gente bem apessoada e defensora da tolerância, do respeito, das minorias, dos gêneros e de qualquer outra causa progressista.

Harvey Weinstein, por exemplo, era tão próximo de Bill Clinton que chegou a pagar as contas do ex-presidente americano durante o famoso escândalo Monica Lewinsky. Já Kevin Spacey é um notório esquerdista que já comparou a administração de Donald Trump com a trama de “House of Cards”, onde interpreta um político inescrupuloso. Dustin Hoffmann, por sua vez, foi um grande apoiador de Hillary e já se meteu até com a política de segurança de Israel, boicotando um festival de cinema realizado em Jerusalém depois de discordar de decisões tomadas pelo governo do país em relação aos palestinos.

Na última edição do Oscar, inúmeras celebridades, tão ou mais militantes quantos os já mencionados, se revezaram no palco da cerimônia para despejar seu lixo retórico em cima de Donalt Trump, então recém eleito Presidente. Além do deboche e das ofensas gratuitas que transformaram a premiação em um desavergonhado ato político, houve o esforço de pintar o governante como um demônio portador de todos os piores vícios e comportamentos humanos. Agora fica claro que projetavam nele o conjunto de perversões que tinham em seus respectivos caracteres.

Ainda sobre o tema, vale assistir o vídeo com o depoimento do ator Corey Feldman sobre a pedofilia em Hollywood (Tradução do colega Hugo Silver):


Se você gostou deste artigo ou de outros de nossos materiais, clique no link abaixo e apoie o Lócus fazendo uma assinatura anual. Com ela você terá acesso a conteúdos exclusivos.

Previous ArticleNext Article
  • Shukaikan

    Isso é o governo Trump trabalhando por trás das cortinas. Duvido que se fosse governo Hillary, esses escândalos teriam vindo à tona!!!
    Por trás das cortinas a coisa está pegando fogo. Os democratas ainda mandam no governo. Trump tem muito trabalho pela frente.
    Quero ver a mídia denunciar o escândalo da venda de urânio no governo Obama, com participação da família Clinton para a Russia e indiretamente para a Coréia do Norte.