Fake News: O jornalismo está em crise?

As fake news – notícias falsas, travestidas como verdadeiras – desvirtuam o real sentido do jornalismo.

Se em sua origem a imprensa servia como transmissora dos fatos do cotidiano, capaz de fornecer um conjunto de informações segurar para a população, atualmente ela se presta ao papel de propagandista, especialmente da agenda globalista.

Basta comparar os telejornais brasileiros e os norte-americanos para confirmar: as notícias internacionais são as mesmas, com enfoque idêntico.

Um exemplo de como a imprensa busca impor sua agenda, mesmo às custas da verdade, foi a cobertura das eleições norte-americanas, quando a candidata Hillary Clinton era dada como vencedora. A verdade, entretanto, era bem diferente.

Imprensa dava como certa a vitória de Hillary…

 

…mas foi Trump quem ganhou a disputa

Leia também artigo de Guilherme Macalossi: A lei contra fake news é meio caminho andado para a censura

O papel do jornalismo diante das fake news

Buscando compreender essa mudança de padrão e o papel do jornalismo e dos jornalistas na sociedade, o Lócus entrevistou o coordenador de jornalismo da TV Pampa de Passo Fundo, Álvaro Damini.

Para ele, o jornalismo é um compromisso social com a verdade dos fatos. O jornalista deve verificar o que pode ser de interesse social, apurar e transmitir os acontecimentos, mantendo o compromisso com o público.

Na entrevista, Damini analisou a atuação dos jornalistas que, segundo ele, perderam o ímpeto pela busca da verdade.

O jornalismo de hoje não é mais o da moda antiga. Isso é reflexo da nossa educação de base e da forma com que o futuro jornalista foi formado. Basta observar como era a vida dos jornalistas há 40 anos ou mais: o que vivenciaram e experimentaram. Essas dificuldades levavam o jornalista a ter um tipo de postura diferente daquela que se tem hoje. O Google facilita muita coisa”, afirma.

Acompanhe a entrevista completa clicando no link:

(Fonte das imagens:

http://epocanegocios.globo.com/Eleicoes-nos-EUA/noticia/2016/06/hillary-clinton-tem-80-de-chance-de-vencer-donald-trump.html

http://epocanegocios.globo.com/Eleicoes-nos-EUA/noticia/2016/11/donald-trump-e-eleito-o-45-presidente-dos-estados-unidos.html)00

Previous ArticleNext Article

Responder