Vereadores criticam comportamentos inadequados nas ruas de Passo Fundo

Dê Olho na Câmara

Paulo Neckle usou a Tribuna para criticar as badernas que têm se tornado rotina à noite em Passo Fundo, sobretudo no trecho da Rua Independência com a Rua Capitão Eleutério. A fala do vereador ocorreu na Sessão Plenária do dia 24/09/2018, na Câmara de Vereadores. Relatou haver brigas, trancamento da rua, atos de fins libidinosos e outros. Para Neckle, a situação é incontrolável. Comportamentos dessa natureza não prejudicam somente a cidade, mas principalmente os moradores da região.  

Os vereadores Márcio Patussi e Gabriel Toson também usaram a Tribuna para criticar o problema enfrentado no município.

Márcio Patussi comentou que sujeira, brigas e arruaças têm sido frequentemente vistas pelas ruas da cidade, longe de ser um comportamento adequado e socialmente esperado. Para o vereador, a Brigada Militar tem cumprido suas funções e os agentes de seguranças têm realizado operações Balada Segura não só pelas questões de seguranças, mas pelo convívio desarmônico que tem virado rotina em muitas regiões da cidade. Cobrou ainda dos vereadores da base do governo que façam um esforço para que as operações nesse período sejam mais frequentes por conta do calor, período em que as atividades noturnas se intensificam. 

O vereador comentou que há cerca de dois anos sugeriu que a Prefeitura fizesse rotinas de limpeza nas madrugadas, isso porque “as pessoas de bem têm que se deparar com situações lamentáveis”, conforme apontou, não só quanto à sujeira, mas também quanto ao comportamento de muitos jovens e adolescentes nos locais públicos. Para ele, até a participação do Conselho Tutelar poderia colaborar. 

Disse ainda que a sujeira está generalizada na cidade porque a Prefeitura não consegue dar conta. Para tal, as rotinas de fiscalização devem ser intensivadas em respeitos às pessoas de bem que costumam frequentar locais públicos com os seus familiares. 

Logo depois, Roberto Gabriel Toson deu seguimento à fala de Patussi. Relatou que a Rua Independência tem sido um grande problema para cidade, para o qual virou “terra de ninguém”. Denunciou ainda o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, o comportamento inadequado e até o uso de drogas no local. 

O Município tem somado esforços para minimizar o problema. O PL 52.2015 de autoria do vereador Renato Tiecher, conforme já comentado em outras Sessões, partiu de uma solicitação da Brigada Militar para que pudesse fiscalizar o problema com o consumo de bebidas alcoólicas nas ruas. Dua leis foram sancionadas pelo prefeito Luciano Azevedo. A primeira, Lei Ordinária n° 5240/2017, que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nos locais públicos em Passo Fundo; em segundo, o Decreto n° 67/2017, que regulamentou a Lei anterior.

Embora o município disponha de amparo legal para fiscalização, Toson criticou a falta de cumprimento das leis anteriormente citadas. O vereador reconhece que o efetivo da Brigada e dos agentes de trânsito está abaixo do ideal, no entanto isso não pode ser motivo para permitir que os comportamentos inadequados continuem tirando a paz das ruas de Passo Fundo. 

 

Veja o trecho no qual os vereadores Patussi e Toson abordam o tema:

Previous ArticleNext Article

Responder