Entre em contato

O PT é isso sim, Miriam

Publicado

on

A jornalista Miriam Leitão, colunista da Rede Globo, é alvo frequente das hostes petistas nas redes sociais. Não é de hoje. Ao longo dos governos do partido, ela tem sido tratada como uma verdadeira inimiga. Basta passar pela antiga rede de blogs e sites financiados com dinheiro público nas administrações de Lula e de Dilma Rousseff para se ter uma ideia do nível dos adjetivos que lhe são direcionados.

Tudo isso porque, vejam os senhores, essa gente considera que Miriam não é suficientemente de esquerda em sua abordagem do cenário político e econômico. Assim como não consideram suficientemente de esquerda a própria Rede Globo e outros analistas que trabalham na casa. Muito pelo contrário, todos seriam agentes do “golpe” que resultou no impeachment de Dilma em 2016.

Em sua coluna no jornal O Globo, Miriam relatou um episódio ocorrido com ela dentro de um voo da Avianca, onde militantes do PT a agrediram verbalmente durante todo o trajeto da aeronave em que estavam. Seguem trechos de sua coluna, que pode ser lida na íntegra clicando aqui:

“Fui uma das primeiras a entrar no avião e me sentei na 15C. Logo depois eles entraram e começaram as hostilidades antes mesmo de sentarem. Por coincidência, estavam todos, talvez uns 20, em cadeiras próximas de mim. Alguns à minha frente, outros do lado, outros atrás. Alguns mais silenciosos me dirigiram olhares de ódio ou risos debochados, outros lançavam ofensas.
(…)
Os gritos, slogans, cantorias continuavam, diante de uma tripulação inerte, que nada fazia para restabelecer a ordem a bordo em respeito aos passageiros. Os petistas pareciam estar numa manifestação.

(…)
Durante o voo foram muitas as ofensas, e, nos momentos de maior tensão, alguns levantavam o celular esperando a reação que eu não tive. Houve um gesto de tão baixo nível que prefiro nem relatar aqui. Calculavam que eu perderia o autocontrole. Não filmei porque isso seria visto como provocação. Permaneci em silêncio.” 

Essa política de intimidação a jornalistas não é novidade entre os militantes e simpatizantes do partido. Na chamada “Greve Geral”, que não teve nada de “greve” e nem de “geral”, sindicalistas de esquerda perseguiram e agrediram o comentarista da Rádio Jovem Pan, Marcelo Madureira:

https://www.youtube.com/watch?v=NZU-NRdX6C0

Eis ai um entre inúmeros episódios que podem ser relatados para mostrar que Miriam não é alvo isolado. Querem mais? Basta ver o que ocorre com Arthur do Val, responsável pelo canal de vídeos “Mamãe Falei”. São seguidos os tapas, empurrões, ofensas de que é alvo em manifestações de esquerda.

Não custa lembrar também que o PT é o partido cujo vice-presidente, em 2014, elaborou uma “lista negra” de jornalistas a serem desmoralizados. Na época, a ONG Repórteres Sem Fronteiras se manifestou publicamente, afirmando que tal iniciativa configurava “propaganda de Estado”.

Depois que ascendeu ao poder, o PT passou a ter uma nova relação com a mídia. Se antigamente a utilizava como combustível para desgastar os governos a que se opunha de forma predatória, passou a ver nela um empecilho para suas práticas. O que há desde então é uma clara política interna de rejeição ao jornalismo livre. Ora na forma de gritos e ofensas, ora na forma de “listas negras”. Em seu texto, Miriam separa o PT dos petistas que a importunaram de forma agressiva. Os fatos refutam a tentativa de idealização da legenda. “Não acho que o PT é isso”, escreve ela. O PT é isso sim, Miriam.

Continue Lendo

Eleições 2022

Eduardo Leite, pré-candidato, aparece em postagens oficiais do Governo RS nas redes sociais

Publicado

on

Adepto do discurso “longe das benesses do poder”, o ex-governador continua se beneficiando da máquina pública

Pré-candidato ao governo do estado desde o dia 13 de junho, Eduardo Leite já fez muita ginástica retórica para bradar que não usa as benesses do poder e que se afastou do governo para poder concorrer sem vantagens aparentes. Mesmo assim, o ex-governador parece que saiu do Piratini, mas o Piratini não saiu dele.

Eduardo Leite 2022

Leite aparece em postagem do Governo RS referente a obra pública…

 

leite na cadeia

…mas ele mesmo já tinha adiantado a divulgação na própria página, horas antes – Leite na cadeia. 

 

Eduardo Leite

Para finalizar, a visita virou card de pré-campanha, com frase de efeito.

 

Leite apareceu nesta terça em uma postagem oficial do Governo RS, sobre a ordem de início das obras na Cadeia Pública de Porto Alegre, antigo Presídio Central. As fotos foram publicadas no Facebook às 17h15, bem depois do destaque dado pelo próprio Leite na mesma rede, só que às 14h13. No dia anterior, apesar de não aparecer em postagens do governo, lá estava o pré-candidato na inauguração do Núcleo de Gestão Estratégica do Sistema Prisional (Nugesp). E vamos poupar o leitor dos aproveitamentos anteriores ao dia 13 de junho, para não deixar o artigo longo demais.

Vamos relembrar as palavras do próprio Eduardo (já comentadas aqui), sobre a forma de disputar esta eleição e sua peculiar definição de reeleição, tantas vezes renegada: “Foi também a renúncia que me deixou mais confortável para disputar um novo mandato. Fora do cargo, fora do poder e sem contaminar a máquina pública. Podemos ser um candidato a governador e não um governador candidato. O Brasil deu exemplos de que a reeleição no cargo muitas vezes não é um bom caminho, e tá aí o mensalão em uma oportunidade, o orçamento secreto em outra, que estão aí para provar. Mas o Rio Grande, mais uma vez, à exemplo de que é legítimo, é possível, benéfico, separar o governo e a eleição. O governador e o candidato. Sem usar instrumentos do poder para conquistar votos ou para conquistar alianças e apoios“. Agarrado na na máquina pública e de foto em foto, o ex-governador vai se beneficiando do prestígio emprestado pela entourage tucana que hoje comanda o Piratini. Tal qual outros políticos de outros governos e outros tons de esquerda e direita mas que, por incrível que pareça, não negavam a navegação nesta área cinza de nossas leis eleitorais.

 

 

Continue Lendo

Política

Candeia: “O ministro Barroso é vaidoso e mentiroso”

Publicado

on

Em recente palestra que estava fazendo em Oxford, na Inglaterra, o ministro afirmou que graças a ele não houve um retrocesso no Brasil para que as eleições acontecessem com voto impresso e contagem manual.

Veja a seguir o trecho com a fala do parlamentar:

Continue Lendo

Passo Fundo

Passo Fundo precisa agora de um Conselho Municipal de Habitação Popular?

Publicado

on

Proposta dos vereadores Luizinho Valendorf (PSDB) e Wilson Lill (PSB) quer reativar o Conselho Municipal de Habitação Popular. Na prática, sabemos o que vem pela frente…

 

Continue Lendo

Assine nossa newsletter

* indicates required

Mais Acessados

Copyright © 2021. Lócus Online.