Chutada para fora da política, Manuela D’Ávila vira youtuber e vende camisetas

Após fracassar politicamente como candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad, Manuela D’Ávila agora compõe o rol de políticos que a população quer ver passando longe dos cofres públicos e discursando em parada gay pelos direitos das minorias. 

Por sorte, nenhum município e nem mesmo o governador cult dos gaúchos, Eduardo Leite, ofereceu cargo para apaziguar o linguajar arrogante e mascarado da ex-líder estudantil.

Enfrentando a vida como um bom brasileiro que precisa pagar as contas, Manuela se lançou youtuber e criou um canal no qual pede colaboração. O conteúdo publicado será sobre fake news e atacando o “discurso de ódio” (não esqueça do velho lema comunista: acuse-os daquilo que somos!). 

Apoiada nos pilares do capitalismo, ela agora terá que dobrar a língua e vender camisetas. No site “http://www.esefossevc.store/“, é possível adquirir as camisetas por R$ 60. 

Manuela resiste a tudo, só não às benesses do capitalismo.

No site de captação de recursos Apoia-se, os valores doados podem ser de R$ 5 a R$ 1.000. As recompensas são variadas de acordo com o montante doado. Veja:

A meta atual, que é de R$ 20.000,00, até o momento (07/01/2019, às 17:38), foi alcançada em apenas 16,3%. Conforme consta, o valor será o suficiente para produzir e entregar um novo vídeo por semana, a partir de fevereiro de 2019.

 

Previous ArticleNext Article

Responder