Entre em contato

Em abril, O Globo apontava Lula como chefe do Petrolão

Publicado

on

A sanha predatória da Rede Globo em relação ao Governo Michel Temer levou a Época, a revista mais proeminente do grupo, a publicar uma capa onde ele é acusado por Joesley Batista de ser o chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil.

Em texto aqui no Locus ainda na noite de domingo, mostrei que o conjunto de depoimentos e testemunhos ao longo de toda a investigação da Lava Jato evidenciava o contrário. Quem tinha o papel de “chefe” era Lula. O Resumão 1 também tratou da questão, com links para entrevistas, documentos e vídeos atestando a importância e centralidade do ex-presidente.

Para se ter uma ideia de como está sendo posta em prática uma narrativa que pretende subverter tudo o que se conhecia até aqui sobre o Petrolão, basta ler o editorial de “O Globo” intitulado “Cerco de depoimentos confirma Lula como chefe”.

Segue trecho:

“O desnudamento de Lula em carne e osso, em praça pública, com os pecados da baixa política brasileira, parece apenas começar. Afinal, não se pode admitir que tudo o que foi falado até agora por Marcelo, Emílio Odebrecht e seus executivos, sobre o toma lá dá de cá com o presidente e ex-presidente, não tenha sustentação em provas documentais. O mesmo vale para Léo Pinheiro. Empreiteiros não só sabem fazer contas, como são precavidos. Mas os simples testemunhos já são arrasadores.”

O texto também lembra que desprovido da presença de Lula, o Mensalão perdeu seu sentido básico:

“No escândalo do mensalão, denunciado em 2005, faltou uma peça, o chefe do esquema. No encaminhamento das denúncias pelo MP contra aquela “organização criminosa”, o ex-ministro José Dirceu parecia caminhar para este patíbulo, em silêncio como disciplinado militante, mas, em julgamento de recurso, a responsabilidade de ser o capo do esquema lhe foi tirada, e o espaço ficou vago. Mas apenas nos autos processuais, porque nunca fez sentido tudo aquilo acontecer sem a aprovação e o acompanhamento de alguém centralizador e vertical como Luiz Inácio Lula da Silva.”

Como fica evidente, era Lula quem mandava e desmandava, estabelecendo uma hierarquia que o sobrepunha inclusive a casta de empreiteiros e demais empresários que participaram da pilhagem ao erário. Era ele a unidade unificadora de tudo.

Ora, se O Globo apontou corretamente a chefia de Lula tanto no Mensalão quanto no Petrolão, por que agora a Época, que pertence ao mesmo grupo, faz o contrário? A verdade é que o jornal da casa desmente a revista da casa.

Continue Lendo

Copyright © 2021. Lócus Online.