Notas sobre a matriz ideológica do Nazismo

O trágico episódio de conflito étnico que se deu na cidade de Charlottesville, nos EUA, serviu para ressuscitar a antiga discussão sobre a matriz ideológica do Nazismo. Em meu Facebook, postei uma série de comentários sobre o assunto:

1 – O Nazismo só pode ser analisado corretamente se for compreendido em seu contexto histórico e local. Trata-se de uma fenômeno político da Alemanha do início do Século XX. Os historiadores Richard Evans e Ian Kershaw, dois dos maiores estudiosos do tema, descrevem o Nazismo como uma ideologia de Extrema-Direita, mas sempre levando em conta as circunstâncias em que ele estava inserido.

2 – Há duas diferenças entre o Nazismo e o Comunismo: A primeira é que o Nazismo se inspira em um passado idealizado, enquanto o Comunismo é uma proposta de futuro utópico. A segunda diferença é que enquanto o Nazismo é nacionalista, o Comunismo é internacionalista. E as diferenças param ai. Ambos são revolucionários, ambos prometem moldar a sociedade presente em nome de uma outra maior e melhor, ambos absorvem as individualidades em nome de coletivos abstratos, ambos se colocam como expressões genuínas da vontade do povo.

3 – Nos termos clássicos e contemporâneos, Hitler jamais poderia ser considerado de Direita. De Direita era Winston Churchill, que liderou o mundo no combate ao  Nazismo.

4 – Se o Nazismo é de Direita, como a Esquerda propagandeia, que se tente enquadrá-lo em um ou mais itens dos dez princípios conservadores elencados pelo escritor Russell Kirk.

5 – A discussão sobre o Nazismo ser de Extrema-Direita ou de Esquerda prova novamente a moral superior dos direitistas. Eles não se conformam que um regime genocida seja enquadrado dentro de sua linha ideológica. Já os esquerdistas, mesmo renegando o Nazismo, se orgulham de seus próprios regimes genocidas, que foram implementados na China, na União Soviética e no Camboja. Aquele comunistinha que odeia Hitler é provavelmente um idólatra de Mao Tse Tung.

6 – Em seu canal no Youtube, nossos parceiros do “Tradutores de Direita” postaram um vídeo curto e bastante explicativo para entender a relação do Nazismo com a Esquerda. É uma conversa entre Bill Whittle e Andrew Kavlan. Confira:

Foto que ilustra a postagem: Josef Stalin, ditador da União Soviética, observa a assinatura do pacto de não agressão entre comunistas e nazistas antes do início da Segunda Guerra Mundial.

Previous ArticleNext Article

Responder