O Fundo de Campanha de R$ 3,6 bilhões pode parecer uma montanha, mas levará à prática de Caixa 2 como nunca na história do país

O moralismo inconsequente, responsável pela Reforma Política que está sendo votada de forma açodada na Câmara dos Deputados, empurrou o Brasil para o financiamento público de campanha. Se o dinheiro para custear as campanhas não pode vir do setor empresarial, só poderá sair do erário público. Mas será que os R$ 3,6 bilhões que seriam reservados para custear a eleição de 2018 são suficientes?  Consideração a divisão entre os milhares de candidatos, os valores  poderão ser pequenos e acabarão levando os políticos à prática de Caixa 2 como nunca antes na história do país.

Confira o comentário completo no vídeo:

Previous ArticleNext Article

Responder