Entre em contato

Nacionais

O Datafolha mostra que o PSDB morreu como alternativa política

Publicado

on

Um dos aspectos menos explorados na última pesquisa do Datafolha é a morte do PSDB como alternativa política. O partido, que foi o maior vencedor da eleição municipal de 2016, mostra números raquíticos para a disputa presidencial. Geraldo Alckmin, o principal nome dos tucanos, não consegue crescer, ficando sempre na casa de um dígito.

Nos cenários com Lula, Alckmin fica com 6% das intenções. Sem Lula, ele varia entre 7% e 8%, aparecendo atrás de concorrentes como Jair Bolsonaro, Marina Silva e Joaquim Barbosa.

Tudo ainda fica pior quando ressaltado o desempenho de Alckmin no Estado em que governou. Em São Paulo, ele aparece atrás de Lula quando o ex-presidente é colocado como alternativa. Enquanto o petista tem 20%, o ex-governador tem apenas 16%. Nos cenários em que Lula não consta como candidato, Alckmin empata com seus adversários, jamais saindo dos mesmos patamares de preferência.

Ao contrário do PT, o PSDB jamais teve eleitorado fixo. O voto nos tucanos sempre foi de caráter antipetista. Com o surgimento de outras candidaturas competitivas, como é o caso de Bolsonaro, era óbvio que o candidato do partido veria sua base se fracionar.

Durante o governo Temer, o PSDB teve a oportunidade de dar unidade ao núcleo de centro. Preferiu, por oportunismo e covardia, se distanciar da atual Administração e de suas bem sucedidas ações na área econômica, colocando-se como alternativa de esquerda ao PT. Foi um erro crasso – e o preço está sendo pago agora.

Os tucanos tinham eleitores no centro e na direita (estes últimos, sempre vistos com menoscabo). Preferiram acenar para a esquerda, perdendo força entre os que já o apoiavam para não ganhar nada daqueles que sempre os desprezaram. Ou Alckmin realmente imaginava vencer a eleição frequentando encontros do grupo “PSDB Esquerda Pra Valer”?

Se você gostou deste artigo ou de outros de nossos materiais, clique no link abaixo apoie Lócus fazendo uma assinatura anual. Com ela você terá acesso a conteúdos exclusivo.

Continue Lendo

Copyright © 2021. Lócus Online.