Entre em contato

Passo Fundo

Após denúncia da Lócus, valor gasto em diárias diminui

Publicado

on

Farra das Diárias

Uma atualização do polêmico artigo da Lócus que mostrou a farra das diárias em Passo Fundo, em 2017.

Em outubro de 2017, o artigo “Quem viaja com o seu dinheiro? O ranking das diárias em Passo Fundo” revelou para os passo-fundenses não só o dinheiro gasto com diárias, mas o comportamento deste gasto: quem são as pessoas que mais retiraram o benefício e a evolução dos valores de 2013 até setembro de 2017.

Como era de se esperar, o artigo provocou a ira de alguns setores e foi levado até mesmo para a tribuna da Câmara de Vereadores, inspirando calorosas considerações sobre motivos para viajar e a legitimidade (em outras palavras) da Lócus para tal levantamento.

Quase um ano depois, é hora de verificar se houve alguma mudança nos gastos com diárias no município e se toda a gritaria da época resultou em moderação ou as coisas continuam do mesmo jeito, contando do primeiro mês após a publicação.

Entre os dias  1º de novembro de 2017 e 20 de agosto de 2018 – segundo dados da transparência da Prefeitura de Passo Fundo – foram pagos em diárias R$ 228.057,55O valor é oriundo de 214 lançamentos de diárias no sistema.

Já no período anterior (1º de novembro de 2016 a 20 de agosto de 2017) foram gastos R$ 272.955,33. Comparando os períodos, houve uma redução de 16,45% nos gastos com diárias no município de Passo Fundo após a publicação do artigo. Parece pouco, mas são quase 45 mil reais que ficaram nos cofres do município, valor que equivale a 2 meses de consumo de pão em todas as escolas do ensino fundamental e educação infantil em nossa cidade.

Contrato para fornecimento de pães nas escolas municipais de Passo Fundo: é preciso ter noção de valor sobre o dinheiro público.

O período mais recente mostra grandes diferenças no perfil dos gastos. No primeiro, o prefeito Luciano Azevedo liderou o ranking com R$ 15.691,59 em diárias, mas “despencando” para a 24a posição no segundo, gastando R$ 2696,67. O “bastão” foi repassado para o vereador Pedro Daneli, agora no topo com R$ 8.058,64 (na realidade no segundo lugar, o primeiro é de um motorista e não entra em nossa análise*).

Artigos deste tipo são carregados de gráficos e nomes, mas o período eleitoral impede análises mais profundas envolvendo candidatos nas eleições. De qualquer maneira, nossos leitores podem “folhear” as páginas digitais do portal da transparência, sempre que possível.

 

* A Prefeitura de Passo Fundo tem funcionários com o cargo de motorista. Estes profissionais realizam diversos tipos de viagens para levar políticos, outros funcionários e até mesmo enfermos para tratamentos em outras cidades. Eles recebem diárias por conta da particularidade da profissão, então não colocamos no ranking de maiores usuários.

 

Copyright © 2021. Lócus Online.