A bagunça na comunicação do governo Bolsonaro

Urge que, antes de reformar a Previdência ou vender estatais mastodondicas, o governo de Jair Bolsonaro unifique seu discurso para deixar claro o que pretende de fato fazer no país. As últimas 24 horas foram reveladoras da bagunça que se tornou a comunicação entre o presidente e seus colaboradores. Enquanto o mandatário dizia uma coisa, sua equipe econômica formulava outra. O próprio Onyx Lorenzoni, que ocupa o Ministério da Casa Civil, teve de convocar uma coletiva de última hora para dizer que o presidente se equivocou ao anunciar o aumento no IOF e a redução da alíquota do IR para contribuintes que ganham R$ 4.664,68.

O problema de interlocução interna e pública do novo governo vem desde a época da transição, quando as informações desencontradas já eram prolíferas. Os casos envolvendo a extinção ou continuidade do Ministério do Trabalho e do Ministério do Meio Ambiente são sintomáticos. Ocorre que agora, depois da posse, a falta de coordenação pode ter consequências mais severas, incluindo prejuízos para a economia e desgaste para o presidente.

É positivo que Bolsonaro tenha uma linha de diálogo direta com a população e que use redes sociais e conceda entrevistas para tanto. Por outro lado, isso não impede a existência de informações de caráter institucional. Donald Trump, cujos paralelos com o presidente brasileiro sempre são ressaltados, vive postando em sua conta no Twitter, mas tem assessores de imprensa comandados pela competentíssima Sarah Huckabee Sanders.

O presidente ser desmentido por um subalterno é razão para se soar o sinal amarelo no Palácio do Planalto. No último dia 3, Bolsonaro comandou a primeira reunião ministerial de seu governo. Ao término do encontro, foi Onyx quem teve de bancar o porta-voz improvisado. Até quando a comunicação do governo será conduzida dessa forma amadora?

Se você gostou deste artigo ou de outros de nossos materiais, clique no link abaixo apoie Lócus fazendo uma assinatura anual. Com ela você terá acesso a conteúdos exclusivo.

 

 

Previous ArticleNext Article

Responder