Em meio a polêmica envolvendo filho de Mourão, Bolsonaro garante liberdade de escolha dos dirigentes

No dia 07 de janeiro ocorreu a cerimônia de posse dos novos presidentes da Caixa, do BNDES e do Banco do Brasil (BB). Um dia após, o governo se viu em meio à polêmica envolvendo Antonio Hamilton Rossell Mourão, filho do vice-presidente Hamilton Mourão, foi nomeado para o cargo de assessor especial da Presidência do BB, trabalhando diretamente ao lado de Rubens Novaes.

Antonio Hamilton Rossell Mourão (esq.), filho do vice-presidente Hamilton Mourão (dir.).

Bolsonaro, entretanto,  ressaltou aspecto técnico dos novos dirigentes escolhidos. Foram oficializados no cargo os presidentes Rubem Novaes (Banco do Brasil), Joaquim Levy (BNDES) e Pedro Guimarães (Caixa Econômica Federal), os quais terão plena garantia de liberdade para escolher quem irá compor as respectivas equipes. 

Em seu discurso, Bolsonaro destacou que a ação dos bancos públicos brasileiros será transparente. Ainda, ressaltou que a atual gestão tornará públicas medidas tomadas em outros governos. 

Para o Presidente da República, a gestão técnica dos bancos públicos e da política econômica de maneira geral será importante para superar a crise econômica, reduzir o desemprego e a criminalidade no país.

Presidente da República, Jair Bolsonaro, fala sobre a economia do País durante a posse dos presidentes de bancos públicos, no Palácio do Planalto:

Previous ArticleNext Article

Responder