Campanha quer Lula indicado a Prêmio Nobel da Paz

A loucura parece não ter fim quando se trata dos defensores de Luis Inácio Lula da Silva. Depois de atos pelo Brasil para tentar convencer a população de que o ex-presidente não passa de um condenado político, agora o ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1980, o argentino Adolfo Pérez Esquivel, elaborou um abaixo-assinado para pressionar o Comitê Norueguês a aceitar a sua indicação. 

Em visita ao Brasil no ano passado, o ativista argentino havia mencionado que pretendia indicar Lula, pois acredita que ex-presidente levaria a condecoração “por tudo que fez ao país”. Abaixo, o site do Partido dos Trabalhadores havia noticiado a visita do argentino em 2018:

Para dar seguimento à sua promessa, Esquivel criou abaixo-assinado no site “Chance.org”. Até a data de ontem (dia 15, 23:29), mais de 458 mil pessoas haviam assinado. Justificou escrevendo: “Por meio desta carta, gostaria de apresentar a esta Comissão a candidatura ao Prêmio Nobel da Paz de Luiz Inácio ‘Lula’ da Silva, ex-Presidente da República Federativa do Brasil entre 2003 e 2010, que através de seu compromisso social, sindical e político, desenvolveu políticas públicas para superar a fome e a pobreza em seu país, uma das desigualdades mais estruturais do mundo”. Abaixo, é possível ver a imagem do site:

Para formalizar a candidatura, no entanto, é preciso reunir, até o próximo dia 31 de janeiro, assinaturas de indivíduos que se encaixam nos critérios estipulados pela organização, que podem ser, por exemplo, ser professor universitário ou diretor de instituto de pesquisa da paz.

Para o argentino, Lula é merecedor do Prêmio pelas seguintes conquistas durante o seu governo:

– A percentagem de pessoas que vivem com menos de US$ 3,10 por dia caiu de 11% em 2003 para cerca de 4% em 2012, segundo dados do Banco Mundial;

– Houve uma redução na taxa de desemprego próximo a 50%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. E uma criação de 15 milhões de novos empregos segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego;

– De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), o coeficiente de Gini brasileiro foi 0,583 em 2003, e em 2014 foi 0,518, indicando que as políticas sociais implementadas pelo Partido dos Trabalhadores (PT) deixou um Brasil com menos desigualdade social, pois a desigualdade média caiu 0,9% ao ano, no período entre 2003-2016;

– A implementação de programas de educação e saúde pública elevou o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil, desenvolvido pelo PNUD. Em 2010, chegou a US $ 10,607 dólares renda média anual, à expectativa de vida de 72,9 anos, a uma escolaridade de 7,2 anos de estudo e a uma expectativa de vida escolar de 13,8 anos.

O que resta saber é se as assinaturas serão coletadas em tempo e também se o Comitê Norueguês irá engolir os argumentos apresentados. O que é sabido, de fato, é que se Luis Inácio levar essa, muito certamente o Prêmio será alvo de descrédito. 

 

Previous ArticleNext Article

Responder