Resumo da Sessão Plenária de 13/11/2019

A seguir, os destaques da Sessão Plenária desta quarta-feira (13/11/2019) da Câmara de Vereadores de Passo Fundo.

Grande Expediente

Evandro Meireles (PTB), orador do Grande Expediente, destacou as demandas e atendimentos realizados desde 2017, no início do seu mandato. Foram realizados mais de mil atendimentos, mais de 200 ofícios encaminhados a autoridades e secretarias, 192 pedidos de providência, 62 indicações e 9 Projetos de Lei.

Uniformes

Em homenagem feita à Escola Municipal de Ensino Fundamental Guaracy Barroso Marinho pela Câmara de Vereadores na mesma tarde, Ronaldo Rosa (SD) mostrou imagem dos alunos presentes, todos uniformizados. Para ele, é importante destacar os esforços realizados pelo Poder Executivo Municipal para que a distribuição continue ocorrendo ano após ano. de acordo com o parlamentar, a implementação do uniforme foi uma conquista de muitos anos de esforços de muitos vereadores que passaram pela Casa.

Troca de partidos

Jair Bolsonaro anunciou a criação do partido Aliança pelo Brasil, deixando a sigla PSL. Tchequinho (PSL) disse que seguirá Bolsonaro independentemente da sigla. Disse ainda que o PSL de Passo Fundo está alinhado com o Presidente de qualquer forma.

Aeroporto

Paulo Neckle (MDB) criticou a empresa que venceu a licitação para reforma do Aeroporto Lauro Kortz. Foi por culpa da empresa, pela não entrega de um dos documentos, que novamente o início da obra foi adiado. Márcio Patussi (PDT) fez uso do aparte para manifestar seu descontentamento com a situação, pois cada vez que a Casa procura dar agilidade ao processo, uma nova desculpa é manifestada.

Leia também: Vereadores viajaram pelo menos 16 vezes em 4 anos para tratar da “Reforma e Ampliação” do Aeroporto de Passo Fundo

Carreiras policiais

Luiz Miguel Scheis (PDT) criticou o pacote de medidas enviadas para a Assembleia Legislativa pelo governador Eduardo Leite que acaba com uma série de benefícios previdenciários aos policiais civis. Para Scheis, cada vez há menos incentivos para que um servidor permaneça na carreira.

Reserva indígena na Fazenda da Brigada Militar

O presidente da Câmara, Fernando Rigon (PSDB), informou que estará na pauta da próxima semana a moção de repúdio à criação de reserva indígena na área que sedia a Fazenda da Brigada Militar, localizada próxima ao Aeroporto Lauro Kortz, na BR 285, em Passo Fundo/RS.

De acordo com o parlamentar, Passo Fundo destaca-se pelo seu potencial hídrico. Das 25 bacias hidrográficas no Rio Grande do Sul, 5  nascem em Passo Fundo. Estas abastecem e são responsáveis por mais de 60% (sessenta por cento) dos municípios gaúchos. Por essa razão, o Município é conhecido como berço das águas, uma riqueza que precisa ser preservada.

Dalla Lana (PTB) criticou durante a possibilidade de a área ser entregue a índios. Para ele, não haverá qualquer benefício para ambas as partes, e certamente nem a água estará em condições de uso em pouco tempo de ocupação. “A área é nobre e pertence à população de Passo Fundo”, apontou.

Previous ArticleNext Article

Responder