Gramado ganha título de Capital Nacional do Chocolate Artesanal

Gramado vai ganhar o título de Capital Nacional do Chocolate Artesanal. O Senado aprovou nesta terça-feira (11) o Projeto de Lei (PL) 4.675/2019, que concede o título ao município gaúcho. A proposta, de autoria do Deputado Federal Jerônimo Goergen (PP/RS), segue para sanção presidencial.

Localizado na Serra Gaúcha, na Região das Hortênsias, o município de Gramado recebe, anualmente, mais de seis milhões de visitantes, responsáveis pela geração de 90% das receitas do município. Além das belezas naturais e das manifestações culturais remanescentes da cultura de imigrantes alemães e italianos, o chocolate artesanal é um dos principais atrativos do turismo na região.

No parque temático Mundo do Chocolate, há mais de 200 peças feitas em chocolate meio amargo: a Casa Branca, Monte Rushmore, Torre Eiffel, Cristo Redentor e Estátua da Liberdade, quadros famosos e muitos outros.

Gramado sedia dois eventos muito conhecidos pelo Brasil. O Festival de Cinema de Gramado existe desde 1973; premia e homenageia grandes nomes do cinema gaúcho, nacional e internacional, em várias categorias. O Natal Luz de Gramado surgiu em 1986, quando grupos de corais passeavam pela rua de principal da cidade, levando em suas mãos velas acesas enquanto entoavam cânticos natalinos, evoluindo para o que hoje é considerado o maior evento de Natal do País. Isso sem contar os pontos turísticos distribuídos pela cidade e região.

Jaime Prawer, odontólogo de formação, radicou-se na região em meados dos anos 1970 e foi responsável pela criação de diversos empreendimentos gastronômicos. Observando a boa combinação existente entre as características do território, de clima notadamente frio, e do produto, deu início à produção de seu chocolate, acompanhada da criação de um novo conceito, notabilizado pela alta qualidade, que ia desde a escolha da matéria-prima até a finalização das embalagens.

Destaca o autor do projeto que a abertura da primeira loja de Prawer coincidiu com a IV Edição do Festival de Cinema Brasileiro de Gramado, o que proporcionou uma grande mídia espontânea ao empreendimento de Jaime Prawer, em função da presença de artistas e jornalistas do centro do País, os quais se surpreenderam com o produto até então inédito no Brasil.

A partir do sucesso da empresa, novos empreendimentos chocolateiros passaram a surgir na cidade, boa parte deles criados por ex-funcionários de Prawer que, impulsionados pela expertise técnica adquirida, contribuíram para o fomento de uma dinâmica de criação de arranjos produtivos locais, levando ao que hoje já faz parte do senso comum: visitar Gramado é sinônimo de degustar chocolates de qualidade.

 

Previous ArticleNext Article

Responder