fbpx

Posse do prefeito, vice e secretários: a incrível foto de 4 milhões de reais

posse do prefeito

Esta é a soma aproximada da remuneração básica anual daqueles que serão responsáveis pela gestão da cidade de Passo Fundo pelos próximos quatro anos

Dizem que empresas bem administradas devem gastar até 20% do seu faturamento com a folha de pagamento. A prefeitura de Passo Fundo – como muitas outras – gasta cerca da metade do que arrecada com o pagamento de funcionários.

No topo da pirâmide, uma “diretoria” muito bem paga composta por duas dúzias de técnicos e executivos  é a elite dos servidores municipais. Todos são escolhidos pelo prefeito ou por quem tem o poder de puxar as cordinhas no grupo político eleito, ganhando salários na faixa de 10 a 13 mil reais. Prefeito e vice ganham R$ 25.417,87 e R$ 12.708,93, respectivamente.

Remunerações para cargos de confiança, secretários, prefeito e vice: valor atualizado em março de 2020. Um secretário vale por dez agentes de saúde.

A soma anual aproximada da remuneração básica do prefeito, vice, secretários e demais cargos das pessoas que estão na foto publicada pela prefeitura (por ocasião da solenidade de posse do prefeito) é de R$ 4,4 milhões*A existência de tantas secretarias é discutível, com nomes que parecem ter interesses e atribuições cruzadas – se não com outra secretaria da mesma área – com os afazeres que deveriam ser do próprio prefeito. Há espaço para corte nessa gordura administrativa e 10% deste bolo já seriam R$ 440 mil. É muito dinheiro.

Veja também: Anote: Prefeitura de Passo Fundo tem hoje menos de uma centena de CCs ativos.

As funções das secretarias são reguladas por Lei Municipal. Na Lei Complementar 433/2018 foi criado o Departamento de Inovação e Captação de Recursos. Um destaque do texto que lista as atribuições diz “gestionar junto a organismos internacionais, organizações não-governamentais nacionais e internacionais e a órgãos e entidades federais, estaduais e municipais, visando captar recursos financeiros e orçamentários para efetivação de projetos voltados à promoção e realização de políticas públicas de governo voltadas à melhoria de qualidade de vida da população;“. Será o escolhido fluente em inglês? Este é só um exemplo. Qual é o limite entre indicação política e capacidade técnica de todos os secretários escolhidos após as eleições?

Conhecido o imenso valor que será pago para as cabeças pensantes da Prefeitura – R$ 16 milhões se não houver aumento durante toda a gestão – seria de bom tom que os cidadãos passo-fundenses confrontassem de forma permanente seus empregados perante as funções atribuídas e qualidades desejadas, desde as primeiras horas de trabalho deste novo mandato socialista. Afinal, todos estão pagando.

*Valor arredondado com base nos salários (remuneração básica) informados no Portal da Transparência, sem qualquer obrigação patronal adicionada, férias ou bonificações.

Previous ArticleNext Article

Responder