Tchequinho quer a volta do Hino Nacional nas escolas: qual é a sua opinião?

O vereador Renato Tiecher (PSB), o Tchequinho, protocolou projeto de lei que resgata a a execução do Hino Nacional Brasileiro, Hino Rio- Grandense e do Hino Passo-fundense nas Escolas da Rede Municipal de Ensino. O vereador usou a tribuna na Sessão Plenária para falar sobre o seu projeto. Acompanhe:

 

Para o vereador, trata-se de uma resposta aos retrocessos que estão acontecendo no Brasil, pois os alunos já não dispõem mais de uma cultura cívica, na qual são ensinadas os símbolos nacionais. “É preciso fazer de tudo para resgatarmos as nossas origens”, disse. Para Tchequinho, o resultado das urnas deste ano é uma amostra daquilo que a população brasileira quer daqui para frente: resgatar a moral. 

Se aprovado, o PL tornará obrigatória a execução do Hino Nacional Brasileiro, Hino Rio-Grandense e do Hino Passo-fundense nas escolas da Rede Municipal. Para isso, a execução e canto dos hinos referidos acontecerão pelo menos uma vez por semana, ao longo de todo o período abrangido pelo calendário escolar municipal.

Segundo consta no PL, os objetivos com a medida são: I -Conhecer o Hino Nacional Brasileiro, o Hino Rio-Grandense e o Hino Passo-fundense, bem como compreender o seu significado; II -Valorizar o Hino Nacional Brasileiro, o Hino Rio-Grandense e o Hino Passo-fundense, e suas bandeiras respectivas; III -Desenvolver o senso de patriotismo; IV -Criar no ambiente escolar um universo de respeito e amor a pátria; V -Compreender a postura adequada no momento de execução do Hino Nacional Brasileiro, do Hino Rio-Grandense e do Hino Passo-fundense.

A justifica do Projeto é ir de acordo com a Lei Federal Nº 12.031, de 21 de setembro de 2009, que alterou a Lei nº 5.700, de 1º de setembro de 1971, determinando a obrigatoriedade da execução semanal do Hino Nacional nos estabelecimentos de ensino fundamental. Portanto, além do cumprimento da Lei Federal, quer-se resgatar a compreensão, a valorização e o patriotismo dos alunos passo-fundenses.

Veja a redação do projeto na íntegra: PL 108/2018

Previous ArticleNext Article

Responder