Mobilidade urbana é tema do Grande Expediente de Eloí da Costa

O vereador Eloí da Costa (MDB) abordou a temática da mobilidade urbana e seus reflexos sobre o meio ambiente e sobre a saúde da população no seu Grande Expediente. A fala do parlamentar ocorreu durante a Sessão Plenária do dia 17/04/2019, na Câmara de Vereadores de Passo Fundo.

Eloí apontou os avanços realizados sobre a mobilidade urbana em duas cidades, Londres e Curitiba, que possuem um sistema de transporte público eficiente, permitindo, assim, que as pessoas deixem seus automóveis em casa. Para ele, é preciso colocar os olhos sobre os modelos que deram certo e procurar, na medida do possível, copiar os bons exemplos.

No Brasil, em 2003, houve a criação do Ministério da Cidade. Já em 2012, foi aprovada a Lei de Mobilidade Urbana. Para o vereador, trata-se de uma forma de os gestores públicos encontrarem a melhor maneira de a população se locomover dentro do perímetro urbano, não só pela acessibilidade, como também para melhorar a segurança dos pedestres.

Para Eloí, um dos problemas enfrentados pela população no município de Passo Fundo é a falta de padronização das calçadas, muitas das quais não permitem que cadeirantes possam circular pelos locais. Consequentemente, pela falta de sinalização adequada, até mesmo os deficiente visuais encontram obstáculos para circular pela cidade.

Em relação à prática do ciclismo, um meio de transporte não-motorizado, como é conhecido, há esforços sendo realizados pelo Poder Executivo Municipal para instalar espaços que permitam a sua prática, que muitos utilizam para se locomover ao trabalho. Em Passo Fundo, as duas principais avenidas (Brasil e Presidente Vargas) possuem uma considerável extensão de ciclovias. Para Eloí, isso incentiva o lazer e também outras formas de mobilidade, uma conquista da gestão de Luciano Azevedo, segundo reiterou. 

Vídeo do Grande Expediente

 

Previous ArticleNext Article

Responder