Toson: “Tem legislações que pouco servem para a comunidade”

Acompanhe, a seguir, o resumo do Grande Expediente do vereador Roberto Gabriel Toson (PSD), que ocorreu durante a Sessão Plenária do dia 27/05/2019, na Câmara de Vereadores de Passo Fundo. 

Poder Legislativo e Processo Legislativo

Toson abriu seu Grande Expediente fazendo uma críticas às cobranças recebidas pelos parlamentares sobre o número de leis propostas. Para o vereador, trata-se de uma distorção realizada sobre o trabalho legislativo. 

No Brasil, conforme dados apresentados, há mais de 5 milhões de leis em vigor, segundo um estudo da Fiesp. Para Toson, há uma ideia de que, ao se criar uma lei, magicamente o problema estará resolvido no dia seguinte. Isto prova que, para a resolução de um problema da sociedade, a lei é apenas uma etapa, não o processo completo. 

Para o parlamentar, a lei acaba sendo uma espécie de abstração para se criar uma ilusão que o problema está sendo solucionado, o que é muito distante da realidade. De acordo com um dos exemplos citados, há a lei que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nas ruas de Passo Fundo. O projeto havia sido proposto como forma de coibir as constantes denúncias de algazarras nas ruas do Município. O problema, no entanto, permanece.

Emendas parlamentares

No seu discurso, prestou contas dos recursos que trouxe para Passo Fundo através de emendas parlamentares junto ao Deputado Federal, Danrlei de Deus Hinterholz, no valor de R$ 5 milhões. Do total, R$ 1,5 milhão foi destinado para a reforma da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e implantação de transplante de medula óssea do Hospital São Vicente de Paulo. Outros R$ 500 mil foram destinados para compra de equipamentos para custeio do sistema de videomonitoramento e mais R$ 1,250 milhão para eventuais despesas do ano de 2019.

Para o Hospital de Clínicas foram destinados R$ 900 mil: R$ 100 mil para compra de equipamentos e R$ 800 mil para a reforma da emergência. Já para a Fundação Hospitalar Oftalmológica Universitária Lions foi destinado R$ 250 mil para custeio no ano de 2018.

Ainda: R$ 360 mil para compra de equipamentos policiais, tais como viaturas e coletes balísticos, em 2017; R$ 250 mil e R$ 81 mil, via emenda impositiva do próprio vereador, para a reforma do campo de futebol da COHAB I, onde é realizado um serviço voluntário de escolinhas de esporte, embora com poucas condições de estrutura. 

Importante destacar que o parlamentar é um dos poucos que viaja sem o uso de diárias. 

Grande Expediente de Roberto Gabriel Toson (Imagem: Bob)

Projeto Social “Jiu-Jitsu nas escolas”

O parlamentar também explicou o Projeto Social “Jiu-Jitsu nas escolas”, desenvolvido em parceira com a Secretaria Municipal de Educação e de Esportes, no qual participam alunos das escolas municipais Antonino Xavier e Daniel Dipp e da Escola Estadual de Ensino Médio Anna Luísa Ferrão Teixeira.

Com aulas gratuitas, o Projeto reúne estudantes de 5 a 17 anos de idade, inclusive com a inclusão de crianças e adolescentes especiais e com limitações físicas. O objetivo é a formação humana através do esporte e a descoberta de novos talentos. 

Toson com envolvidos no Projeto Social “Jiu-Jitsu nas escolas” (Imagem: Bob)

Vídeo do Grande Expediente

Previous ArticleNext Article

Responder