Sessão Plenária de 25/09/2019: quem foi enganado no caso da CPI da Codepas?

Veja, a seguir, os destaques da Sessão Plenária de quarta-feira (25), na Câmara de Vereadores de Passo Fundo.

Grande Expediente

Fernando Rigon (PSDB) não realizou o seu Grande Expediente na Sessão. Havia desistido para viagem, mas o evento foi cancelado.

CPI da Codepas

Leandro Rosso (Republicanos) elogiou a postura do vereador Patric Cavalcanti (DEM) em relação à CPI da Codepas. Os dados apresentados pelo parlamentar revelam números oficiais, e não dados aparentemente manipulados. 

Entenda melhor o debate em: 

Para Ronaldo Rosa (SD), o parlamento precisa ser mais cuidadoso com iniciativas como essas. No entanto, não culpa Luiz Miguel (PDT), que pode ter sido uma vítima de dados falsos, cumprindo o seu papel no dever de fiscalização. Os demais vereadores que assinaram também agiram de boa-fé. No entanto, a situação prejudica a imagem da Casa. 

Luiz Miguel usou a Tribuna para comentar a situação. Disse que está certo que sua fonte de informações sobre a Codepas é segura, e que, em tempo hábil, será possível comprovar que a Codepas pode estar sendo alvo de irregularidades. Para ele, a situação não pode ser tratada da forma “Luiz Miguel está com dados falsos e o Patric com os verdadeiros”. “Eu jamais apresentaria um documento falso nesta Casa”, destacou. 

Para Saul Spinelli (PSB), é preciso ser respeitado a opinião de cada parlamentar. Mesmo assim, este caso poderia servir de exemplo para os demais, para que antes de criar uma polêmica, sejam convocados os envolvidos para dar as devidas explicações. “Não posso afirmar se os dados são verdadeiros ou falsos. Mas primeiro devemos chamar os responsáveis, para, a partir daí, dar seguimento à CPI”, sugeriu. 

Pedro Daneli (PPS) afirmou que cada um dos Poderes têm as suas respectivas funções. No entanto, é comum que os vereadores levem à Casa problemas do Executivo, assumindo uma discussão que não é típica do seu trabalho. Para ele, tanto a opinião dos vereadores quando a função de cada um dos três Poderes deve ser respeitado. 

A Comissão de Direitos Humanos aprovou a convocação das autoridades e administradores envolvidos na questão da Codepas para prestar esclarecimentos. As datas serão divulgadas nos próximos dias. 

Previous ArticleNext Article

Responder