Entre em contato

Educação

Feira do Livro de Porto Alegre terá ativista que deseja “oficinas de drag king” para crianças

Publicado

on

O evento está previsto na 63ª Feira do Livro de Porto Alegre com a participação de Sam Bourcier, defensor da Teoria Queer.

Leitor, você é homem ou mulher? Se a dúvida surgir e decidir confirmar olhando para o seu órgão sexual, de acordo com a Teoria Queer, você pode estar se induzindo ao erro.

A Teoria Queer defende a ideia de que o gênero é uma construção social: “ninguém nasce homem ou mulher”, é o que dizem. Ainda, afirmam os seus defensores que não existe um papel sexual biologicamente inscrito na natureza humana.

Bourcier começou seu trabalho nos anos 1990. Hoje é um dos mais aclamados autores de livros que tratam de sexualidade, pornografia e ativismo sexual.

Guia Cultural da Aliança Francesa. O documento anuncia o evento para o dia 19 de novembro. Note a apresentação do Ministério da Cultura na capa.

Dois grandes eventos contarão com a participação do(a) autor(a) neste ano em Porto Alegre: na Feira do Livro – como já comentado – e num debate promovido pela Aliança Francesa (Centro Franco-brasileiro), entidade responsável por divulgar a cultura francesa, com mais de 50 anos de presença na capital gaúcha. Os dois eventos serão realizados com dinheiro público, diretamente ou através da Lei Rouanet. O “Plano Anual de Atividades da Aliança Francesa 2017” tem autorização para captar R$ 435.050,00 e já conseguiu receber cerca de R$ 237.000,00 do incentivador Timac Agro Brasil, uma multinacional do agronegócio que é controlada por um grupo também francês.

Projeto para arrecadação de verbas através da Lei Rouanet destinados às atrações culturais da Aliança Francesa em Porto Alegre.

Sam Bourcier declarou em entrevista para a Revista Cult em 2015 que gostaria de ver oficinas de drag king nas escolas primárias – leia-se educação infantil – para que os participantes pudessem desnaturalizar e desmistificar radicalmente a masculinidade. Para quem não sabe, estas oficinas são encontros onde mulheres aprendem técnicas de maquiagem e interpretação, todas vestidas de homem e atuando no destaque das características marcantes dos homens. Oposto dos drag queens, homens que se vestem de mulheres, estes bem mais conhecidos do público em geral.

Em suma: um ativista de ideologias de gênero virá à Porto Alegre e certamente será celebrado pela beautiful people bem nascida da capital, pela mídia ativista e pelos fãs desse estilo de vida.

As pessoas que trabalham, pagam impostos e criam seus filhos dentro de um conjunto de tradições culturais e religiosas, descobriram que já não é mais seguro deixar as crianças visitarem os museus acompanhados dos professores, depois da malfadada Queermuseu. Em um futuro próximo, outra atividade cultural muito tradicional da cidade, a Feira do Livro, poderá oferecer riscos. Mais uma vez, é tempo de voltar as atenções para a elite cultural gaúcha, com suas ações e posteriores (e garantidas) desculpas esfarrapadas.

Estamos de olho, outra vez.

Copyright © 2021. Lócus Online.