Patussi quer diminuição da burocracia em Passo Fundo

Márcio Patussi utilizou o seu espaço como Orador do Grande Expediente para atacar a burocracia em Passo Fundo. Para o vereador, o tempo de abertura de um novo negócio no Brasil impede a economia de prosperar e gerar novos empregos.

Em comparação com os outros países, o tempo médio de abertura de uma empresa no Canadá é de 2 dois, enquanto é de 3 dias na Austrália. Para citar alguns exemplos mais próximos, no Paraguai o prazo é de 20 dias, enquanto na Argentina é de 25 dias. 

Não é apenas Passo Fundo que sofre com a burocracia. Aqui no estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre e Caxias possuem prazo médio de 5 meses para abertura de um novo negócios.

Dentre as causas estão: número de leis, carga tributária elevada, número de licenças e alvarás necessários. Isso sem contar outras demandas que são específicas em cada unidade territorial. Muitos empreendedores deixam de abrir novos negócios por conta desses problemas. Abaixo, outros problemas que são enfrentados pela iniciativa privada:

Burocracia em Passo Fundo

O vereador sugere a criação de um único órgão que unifique todas as rotinas burocráticas no município. Quer-se, com isso, criar um grande modelo de desburocratização. Informou ainda que os parlamentares já protocolaram algumas sugestões ao Poder Executivo. 

A fala de Márcio Patussi pode ser acompanhada no vídeo a seguir:

Previous ArticleNext Article

Responder