Entre em contato

Passo Fundo

As discussões que estiveram na pauta da Sessão Plenária de 15/10/2018

Publicado

on

Acompanhe, a seguir, o resumo da Sessão Plenária de 15/10/2018, da Câmara de Vereadores de Passo Fundo.

Grande Expediente

Patric Cavalcanti fez prestação de contas do seu mandato, sobretudo nas áreas da segurança e da educação. Outras ações na defesa do patrimônio público, dentre as quais:

  • Fiscalização do contrato com a empresa Eliseu Kopp e Cia Ltda: denunciou, através de Ação Popular, o favorecimento da empresa Knopp, tendo em vista que o contrato firmado já teve aditivos 55 dias depois;
  • Retomada do antigo prédio da Justiça do Trabalho: a área havia sido doada pelo Município à União. Em 2017, parte dos serviços da Secretaria Municipal de Finanças foi transferido para o local;
  • Banco de milhagens: foi instituído na Câmra de Vereadores para aquisição de passagens aéreas;
  • Retomada da área da Manitowoc: foi ainda doada na gestão de Airton Dipp. A área possui 450 mil m2 às margens do quilômetro 126 da BR 324.
  • Autoria da Lei municipal nº 5.341/2018: medidas administrativas que autorizam o Poder Público a adotar precauções no momento de contratar, para que as obrigações assumidas sejam integralmente cumpridas.

Diárias

Dalla Lana fez a leitura do Projeto de Resolução que visa extinguir o pagamento de diárias aos vereadores. “A diária é muito cara”, apontou.

Fisioterapia

Rufa criticou a demora que há para que um cidadão tenha acesso a fisioterapia em Passo Fundo. Disse que há demora em cerca de 60 dias para marcar uma consulta e depois cerca de 60 dias para ser atendido. Para o vereador, a demora é excessiva para quem está precisando de tratamento.

Obras na Avenida Brasil

Luis Miguel solicitou que o Poder Executivo esclareça por que a grande obra recentemente realizada no asfalto da Avenida Brasil já está apresentando problemas com menos de seis meses de entrega. Para ele, ainda há uma série de obras inacabadas na Cidade.

 

 

Copyright © 2021. Lócus Online.