Os destaques do Programa Lócus Online de 19/03/2019

No segundo programa de 2019, transmitido ao vivo pelo canal da Lócus Online no Youtube, a equipe tratou de assuntos recentes que circularam no site. Na bancada, além da apresentadora Thaísa Martinelli, estavam presente o coordenador de mídia William Strapazzon e o articulista Jesael Duarte.

Em especial, o assunto em destaque desta semana foi a matéria escrita por Jesael Duarte sobre a “indústria da multa” em Passo Fundo. Segundo dados solicitados pela Lócus ao DETRAN, alguns mitos sobre o trânsito local foram desfeitos. Recentemente, o DETRAN-RS atualizou as estatísticas sobre as multas emitidas em todo o Rio Grande do Sul, colocando Passo Fundo como a cidade que mais multa no interior do Estado. Em seguida, meios de comunicação classificaram o motorista de Passo Fundo como o pior entre os gaúchos. Entretanto, os dados das infrações cometidas na cidade nos anos de 2016, 2017 e 2018, classificados pelos tipos de infrações e cidade de origem do veículo não corroboram com o discurso da Prefeitura. Nos três anos, o número de veículos multados em Passo Fundo que são oriundos de outras cidades, estados e até países sempre foi superior aos locais. Os carros emplacados aqui ficaram com 45,38% (2016), 43,60% (2017) e 43,41% (2018) das multas. 

Veja, abaixo, o comentário de Jesael Duarte sobre a denúncia:

William Strapazzon aproveitou para comentar as críticas muitas vezes recebidas pela equipe em função das denúncias publicadas. Para ele, o conteúdo produzido no site da Lócus versa sobre a realidade local e sobre ações que, com o apoio da comunidade, podem ser modificadas, melhorando assim o destino do dinheiro dos impostos. 

“O primeiro canal a monitorar a Câmara de Vereadores de Passo Fundo foi a Lócus”, destacou. Isso porque, até então, esse tipo de conteúdo não era reproduzido ou divulgado. Os projetos de leis estão sendo monitorados, assim como as presenças nas Sessões Plenárias, os gastos desnecessários, as obras mal contratadas, dentre outras. 

Em 2016, nos primeiros anos de atividades da Lócus Online, a matéria “Passo Fundo entra na onda das bicicletas ‘compartilhadas, públicas e gratuitas’” fez um levantamento de dados sobre o movimento que a atual gestão da Prefeitura Municipal de Passo Fundo estava criando com as bicicletas compartilhadas. O custo era elevado para uma cidade que até sofre com a falta de medicamentos, as bicicletas estavam sendo alvo de vandalismo e os dados sobre o número de usuários estavam sobrevalorizados. Desde lá, por ser um tema delicado e que dá ares de “a Prefeitura está preocupada com a saúde da população”, foi difícil convencer as pessoas que o projeto era inconsistente, e as primeiras críticas nas Sessões Plenárias da Câmara de Vereadores só começaram a mostrar força a partir de 2018. Mas o resultado, apesar de tardio, ainda pode ser contado como vitorioso.

William ainda comentou sobre o recente apoio dado ao evento “O Despertar da Direita“, que abordou os problemas dos exceções cometidos pela lei. Isso ocorre com muita frequência no Município. Para se ter um exemplo, foi aprovado, em Passo Fundo, ainda no ano passado, o Substitutivo ao PL 071/2018, que dispõe sobre a obrigatoriedade do fornecimento de canudos de papel biodegradável e/ou reciclável, individual e hermeticamente embalados com material semelhante. A lei é de autoria do vereador Alex Necker (PCdoB). Agora, Luiz Miguel Scheis (PDT) protocola um projeto semelhante, mas querendo proibir a comercialização e utilização de copos de plástico, exceto os biodegradáveis, em restaurantes, bares, quiosques, ambulantes, lojas de conveniências, hotéis e similares, no âmbito do Município de Passo Fundo. 

Para conferir o Programa completo e os demais temas abordados, clique no link a seguir: https://www.youtube.com/watch?v=2yxTef273cM

 

Previous ArticleNext Article

Responder