Denúncia grave: Vereador afirma que prefeito está perseguindo funcionários que criticam a administração

prefeito está perseguindo funcionários

Críticos seriam monitorados pelo chefe de gabinete do Prefeito e até mesmo demitidos ou transferidos em caso de comentários negativos sobre a prefeitura

Na sessão plenária do dia 8 de abril, o debate sobre os uniformes (ou a falta deles) na rede de ensino municipal acabou gerando discussões paralelas: entre elas, a diferença de qualidade na merenda escolar entre as administrações atual e anterior.

Em aparte durante a fala do vereador Rufa (PP), o vereador Luiz Miguel Scheis (PDT) embasou seus argumentos com uma grave denúncia sobre perseguição na administração do prefeito Luciano Azevedo.

“Este governo é um governo… que se tu falar mal do governo, se descobrirem que aquela professora, que aquela auxiliar, que aquela cozinheira… infelizmente, vereador Rufa, é um governo que coloca pra rua. Eles colocam pra rua. E eu vejo, pelas ameaças, o chefe de gabinete manda recado pra alguém que vai, que contraria as ideias do excelentíssimo prefeito municipal.” (sic)

O vereador (que é ex-policial civil) não cita no aparte exemplos de pessoas que foram demitidas ou perseguidas. De qualquer maneira, a denúncia é grave e merece atenção das autoridades.

Apesar de protegidos pela imunidade parlamentar, vereadores possuem conhecimento da gravidade deste tipo de denúncia e o peso da tribuna, em uma sessão aberta e transmitida por diversos meios de comunicação.

Se você foi demitido ou perseguido pelo poder público municipal, a Lócus gostaria de ouvir e divulgar a sua história. Entre em contato pelo e-mail ou pela página do Facebook, via mensagem.

Previous ArticleNext Article

Responder