Resumo da Sessão Plenária de 30/09/2019

A seguir, os destaques da Sessão Plenária de 30/09/2019 da Câmara de Vereadores de Passo Fundo.

Tribuna popular

O secretário executivo da Agenda 21 de Passo Fundo e integrante do Fórum de Mobilidade Urbana e Educação, Ademar de Oliveira Marques, usou o tempo do espaço da Tribuna Popular, solicitado pelo vereador Gleison (PSB), para fazer um balanço sobre a Semana Nacional do Trânsito, realizada entre os dias 18 e 25 de setembro, com o tema “No trânsito, o sentido é a vida”. 

A semana foi promovida pela equipe do Núcleo de Educação para o Trânsito da Secretaria de Segurança Pública, contando com o auxílio de parceiros como a Universidade de Passo Fundo (UPF), Polícia Rodoviária Federal, Apace, Agenda 21, Coleurb e os CFCs Autotec, Janaína, Via Certa e Planalto, com apoio do Hemopasso e Grupo de Mães Renascer. 

Grande Expediente

A “Semana Nacional de Trânsito”(18 e 25 de setembro) foi destaque da fala de Luiz Miguel Scheis (PDT) no seu Grande Expediente. Para Scheis, embora o número de mortes tenha sido reduzido, o trabalho de educação e prevenção são imprescindíveis para que os índices continuem a cair.

Gabinete da Leitura

O projeto de iniciativa do vereador Leandro Rosso (Republicanos) conhecido como Gabinete da Leitura, que coleta e distribui livros para as escolas municipais de Passo Fundo, completou dois anos de trabalho, com várias entregas realizadas nas edições. 

PSL

Tchêquinho reforçou o convite para filiação de interessados no PSL. Para ele, o partido está aberto para “pessoas de bem, que querem mudar o cenário da política”. Aos interessados, podem contatar o vereador através do seu Gabinete. 

Escola para autistas

Saul Spinelli (PSB) destacou que está reunindo esforços com o prefeito Luciano Azevedo para dar andamento ao projeto que irá criar escola especial para autistas em Passo Fundo. Embora a caminhada seja longa, conforme apontou, as medidas estão sendo tomadas para que o projeto se torne realidade em breve. 

“Vingadores, a cruzadas das crianças”

Aprovada a Moção 020/2019, de autoria do Gabinete do vereador Tchêquinho (PSL), de repúdio pela forma de comercialização do livro “Vingadores, a cruzadas das crianças”, que está sendo vendido e exposto em feiras no Brasil. Trata-se de uma novela gráfica que apresenta super-heróis gays e um beijo entre dois homens.

A polêmica ocorreu na cidade do Rio de Janeiro, onde a prefeitura mandou recolher os gibis na Bienal do Livro, para “cumprir a lei e defender a família”, de acordo com a justificativa da Moção. De acordo com o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), as obras deveriam estar lacradas e identificadas quanto ao seu conteúdo. No caso em questão, não havia nenhuma advertência sobre o assunto abordado.

Privatização dos Correios

Aprovada a Moção 021/2019, de autoria do vereador Alex Necker (PCdoB), de repúdio a proposta do Governo Federal de Privatização da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. 

Previous ArticleNext Article

Responder