Entre em contato
eduardo leite levou eduardo leite levou

Estaduais/RS

Eduardo Leite levou tucanos de todo o Brasil para evento partidário no Palácio Piratini. Você pagou esta conta?

Publicado

on

Para os tucanos, parece que não há separação entre interesses partidários e a coisa pública, como mostrou a realização de convescote para sugerir o nome de Leite para a disputa em 2022

No último dia 11, políticos do PSDB de vários estados brasileiros foram almoçar com o governador Eduardo Leite em Porto Alegre. Em um hotel ou restaurante? Não. No Palácio Piratini, mais precisamente no Galpão Crioulo. Obviamente, a estrutura é mantida com os limitados recursos públicos extraídos dos pagadores de impostos.

O encontro não foi muito comentado pelo homem do dia, mas ganhou coro na imprensa e nas redes sociais dos políticos envolvidos. Como até as pedras já sabem, o nome de Eduardo Leite é cotado para disputar a Presidência da República pelo PSDB já nas próximas eleições, em um cenário por enquanto conflituoso com a parte tucana que ainda torce pelo governador de São Paulo, João Dória.

Se alguém negar que este foi um evento partidário “pré-eleitoral” dentro de um prédio público, as falas a seguir poderão esclarecer qualquer dúvida. Nós poderíamos publicar as calorosas e apaixonadas palavras do deputado por Passo Fundo, Mateus Wesp, no evento, mas vamos dar voz a outros tucanos.

 

Paulo Abi-Ackel, deputado federal por Minas Gerais

 

URL da postagem, aqui e aqui.

O Governador Eduardo Leite é hoje um dos principais quadros políticos do PSDB em todo país. Ele faz um excelente trabalho administrando o Rio Grande do Sul, e prova disso é a evidente força política para aprovar a maior reforma do funcionalismo público nos últimos 30 anos e o controle da grave crise financeira que assolava o estado quando ele assumiu o Governo. Além disso, Eduardo Leite carrega desde muito cedo os conceitos e valores que o Partido da Social Democracia Brasileira, o PSDB, acredita. Sendo inclusive presidente da juventude tucana. O Brasil precisa conhecer melhor essa enorme vontade e disposição para fazer política que o Governador tem!

 

Fiz questão de participar hoje do almoço no Palácio do Piratini, em Porto Alegre, com o Governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Estavam presentes o Senador Rodrigo Cunha, e dez outros colegas deputados federais da bancada do PSDB na Câmara. Foi uma reunião rica em ideias e análises, no qual pudemos avaliar o atual cenário político nacional. Ao final, pedimos que Eduardo Leite atenda aos inúmeros convites que recebe de todos os estados do país, pois ele tem despertado enorme interesse e curiosidade dos brasileiros a partir do seu excelente trabalho no Rio Grande do Sul. É um grande nome da política nacional e precisa se apresentar como alternativa para o futuro. Fato que ficou claro no almoço é que as decisões do nosso partido permanecerão sendo tomadas com sensatez, muito diálogo e, sobretudo, cada vez mais com democracia partidária!

 

Adolfo Viana, Deputado Federal pela Bahia

 

URL da postagem, aqui.

 

Hoje estive em Porto Alegre fazendo uma visita de cortesia, em conjunto com boa parte da bancada de deputados federais do PSDB, ao governador do Rio Grande do Sul, @eduardoleite45. Junto com o senador @rodrigocunhaal, tivemos a oportunidade de conhecer mais de perto a forma exitosa que Eduardo Leite vem governando o estado, e esse momento serviu para a bancada fazer apelo para que ele, de alguma forma, se movimente em torno do País para apresentar os êxitos da gestão e poder colher os resultados positivos que acontecem em outros estados. Vamos em frente!

 

Mariana Carvalho, Deputada Federal por Rondônia

URL da postagem, aqui.

 

Em visita ao Governador do Rio Grande Sul, @eduardoleite45, junto com outros parlamantares do PSDB de diversos Estados, tivemos  momentos produtivos e de diálogo pelo Brasil. 

Com sua juventude e competência, Eduardo tem se destacado como gestor e dado exemplo de trabalho sério e voltado para os interesses sociais. 

Conhecemos um pouco do trabalho desenvolvido no Estado durante a pandemia em áreas como Saúde, na qual seu Governo mais que dobrou o número de leitos da rede pública; e Educação, com o modelo de ensino em sistema híbrido, oferecimento de internet patrocinada aos estudantes e entrega de chromebooks. 

Uma alegria ver tudo isso sendo coordenado por um amigo que iniciou a vida pública, assim como eu, ainda adolescente, na juventude tucana. 

Ações que merece ser reconhecidos e podem inspirar outras gestões Brasil afora. Obrigada, amigo pela recepção e por nos inspirar.

#Brasil #Rondônia #riograndedosul

#Portovelho #PortoAlegre #piratini

Bônus especial: Senador Rodrigo Cunha, Alagoas.

Estive hoje em Porto Alegre, com o deputado Pedro Vilela e demais parlamentares do PSDB, para visitar o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que tem um trabalho destacado na gestão pública.
Demos o primeiro passo para mostrar ao Brasil que o PSDB pode liderar um projeto de reconstrução nacional com um centro político propositivo, democrático e que direcione a estruturação de agendas nacionais estratégicas.
Convidei o governador para visitar outros estados brasileiros e apresentar a essas localidades a sua experiência e o bom trabalho realizado no Rio Grande do Sul.

 

 

 

Eduardo Leite Presidente em 2022?

O processo eleitoral tucano está oficialmente começando para o eleitorado e a imprensa, com narrativas sendo construídas (discurso conciliador dentro do partido, força jovem, bom governador) e esta atividade abrigada pelo Palácio Piratini parece dar o tom do que será o restante do mandato de Leite e seus colegas de sigla no Rio Grande. Ao que tudo indica, vem aí muitas viagens, muitas diárias e muitas entrevistas.

É claro que o processo de bastidores é mais antigo, mas o público não nota. Dica: No último evento nacional do PSDB, Eduardo Leite já era uma grande estrela.

O PSDB gaúcho que faça o que quiser, mas com dinheiro “próprio”. Não por mesquinharia, mas pela prudência e boa ordem das coisas. Este evento partidário iluminado por impostos ficou feio, muito feio.

Saiba mais

Arquivo Eduardo Leite na Lócus Online.

PS. As imagens usadas neste post foram retiradas das redes sociais dos respectivos políticos.

Continue Lendo
Comentários

Estaduais/RS

Gio Krug: “Condenado a 204 anos vira chefe de seção em Governo Leite”

Publicado

on

O vereador Gio Krug (PSD), oriundo da Brigada Militar, ironizou a recente nomeação, pelo governador Eduardo Leite, de Lacir Moares Ramos, conhecido por “Folharada”, para trabalhar na Secretaria de Justiça, Sistema Penal e Socioeducativo como chefe de seção (CC8). Ramos é condenado a 204 anos prisão e sua nomeação saiu no DO/RS de 8 de outubro.

A pena do novo chefe vai até 2152, por ter cometido crimes capitulação nos arts. 121 (homicídio), 157 (roubo), 155 (furto), 288 (formação de quadrilha) e 12 (tráfico de drogas).

Veja, a seguir, o trecho com a fala do parlamentar:

Continue Lendo

Covid-19

Ada: “Passaporte sanitário nada mais é do que o cerceamento da nossa liberdade”

Publicado

on

Na Sessão Plenária desta quarta-feira (06), na Câmara de Vereadores, a parlamentar se manifestou acerca da implementação do passaporte sanitário no estado do Rio Grande do Sul

Dado o número de doses de vacinas contra o Covid aplicadas no Brasil, é certo que a grande maioria dos brasileiros optou por tomar a vacina. No entanto, acerca da implementação e exigência de passaporte sanitário a fim de frequentar determinados locais, o tema divide opiniões, até mesmo entre aqueles que se submeteram ao esquema vacinal.

É claro que receber vídeos de locais do mundo em que populares estão se rebelando contra o passaporte sanitário, sobretudo em cidades da Itália e França, pode gerar alguma desconfiança (olhemos, por exemplo, a forma como a questão das queimadas na Amazônia reverberou mundo afora). É um sinal, todavia, de que nem todo mundo irá aceitar passivamente semelhante imposição, o que é para muitos visto não apenas como um ato de cerceamento de liberdades, mas a imposição de uma ditadura sanitária mundial.

No Rio Grande do Sul, o assunto não passaria despercebido. O governo do Estado criou uma regra de transição às atividades que deverão exigir comprovante de vacinação e testagem para operar. Ao invés de adotar imediatamente as novas regras, os empreendimentos poderão permanecer utilizando os protocolos anteriores – respeitando todas as regras – até o dia 17 de outubro. Ao optarem pela regra de transição, os estabelecimentos devem seguir integralmente os protocolos estabelecidos pelo Decreto 56.071, de 3 de setembro de 2021, não podendo ampliar a taxa de ocupação ou outras flexibilizações previstas pelos novos protocolos.

A alternativa, que consta no Decreto 56.120, valerá para locais de eventos sociais, infantis e de entretenimento, como casas noturnas; competições esportivas; feiras e exposições corporativas e similares; shows, cinemas, teatros, casas de espetáculos e similares; parques temáticos e de diversão e similares, consideradas atividades de alto risco de contaminação por coronavírus.

Ada Munaretto (PL) ocupou a tribuna na Sessão Plenária do dia 6 de outubro, na Câmara de Vereadores de Passo Fundo, para se manifestar acerca do tema. Para a parlamentar, o assunto requer uma reflexão acerca da liberdade: “Nós não aceitamos, sob hipótese alguma, esse dito ‘passaporte sanitário’, que nada mais é do que o cerceamento da nossa liberdade”.

Veja, a seguir, o trecho em que a parlamentar se manifesta na tribuna:

Não ao passaporte sanitário

No portal e-Cidadania do Senado Federal é possível que qualquer cidadão crie uma proposta de legislação. Se 20.000 assinaturas apoiando a proposta foram reunidas, a ideia se tornará uma Sugestão Legislativa e será debatida pelos Senadores.

Há em andamento a proposta de Eduardo Santos para impedir a implementação do passaporte sanitário. Até o momento (07/10, 22h06), apenas 2.087 votos estavam contabilizados em apoio à proposta.

São Paulo

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL), autora do pedido de Impeachment contra Dilma Rousseff, apresentou no dia 1º deste mês um projeto de lei que proíbe a exigência de comprovante de vacinação contra Covid-19 – o chamado “passaporte sanitário” – para acesso a locais públicos ou privados no estado de São Paulo.

O PL 668/2021, que foi publicado no dia 2 no Diário Oficial do estado, também veda a exigência do comprovante como requisito para a realização de atendimento médico ou ambulatorial nos serviços de saúde públicos ou privados; para ingresso nas escolas públicas ou privadas; e para o desempenho das funções de servidores públicos.

Na justificativa da proposta, a deputada argumenta que nenhum subscritor do PL é contrário à vacinação, porém os parlamentares consideram que ninguém pode ser submetido a um procedimento contra sua vontade. O projeto de lei é assinado em conjunto com outros deputados, como o Coronel Telhada (PP), Delegado Olim (PP), Leticia Aguiar (PSL) e Major Mecca (PSL).

Câmara dos Deputados

Em março deste ano, o deputado federal Felipe Carreras (PSB-PE) havia proposto o Projeto de Lei 959/21, que altera a Lei de Vigilância Epidemiológica para criar o Passaporte Digital de Imunização – documento disponível em meio eletrônico que ateste a vacinação do portador contra doenças infecciosas. O objetivo seria o de aumentar o controle sanitário sobre locais com aglomeração de pessoas. O texto, no entanto, foi arquivado a pedido do autor.

Continue Lendo

Estaduais/RS

Eduardo Leite faz do 20 de Setembro espaço para luta racial

Publicado

on

lenço branco

Evento especial no Palácio Piratini teve música e declamação de poesias com temas sobre o negro na história gaúcha

“Um 20 de Setembro muito especial e marcante, com a força da mulher negra gaúcha representada pela patrona Liliana Cardoso”. Assim foi apresentado o último post no Facebook do governador Eduardo Leite, sobre o encerramento das reduzidas festividades farroupilhas em época de pandemia, no Palácio Piratini.

Liliana Cardoso foi escolhida Patrona dos Festejos Farroupilhas deste ano e, em paralelo, promoveu durante o evento o seu livro entitulado “A Matriz da Cultura Negra no Gauchismo”.

 

eduardo leite

Em outro post, Leite luta por uma “sociedade mais justa e igual”, ainda no contexto das festividades farroupilhas.

 

Para não perder a viagem, comentários que remetem ao cenário nacional

Divulgando fotos da extinção da Chama Crioula, o governador adicionou:

Encerramos os #FestejosFarroupilhas 2021 com um importante e simbólico desfile, sem público e com número de participantes reduzido. Mas estes cavalarianos, homens e mulheres, representaram o orgulho que todos nós, gaúchos, sentimos pela nossa história.

Se há quase 200 anos o RS se levantava contra as injustiças, travando uma guerra em torno dos ideais farroupilhas, nos tempos atuais, o enfrentamento é outro. A coragem e a ousadia é justamente nos opormos à cultura da guerra, do enfrentamento que nos divide.

Que a chama da união da Semana Farroupilha permaneça acesa em cada um de nós e que as nossas façanhas possam sem construídas em torno da paz, do equilíbrio, da sensatez.

Desde o início da Semana Farroupilha, o governador tem aproveitado para “colar” suas ações governamentais, sempre divulgadas como certeiras e de sucesso, ao tema da revolução. No final, não foi diferente: até as pedras sabem o endereço de entrega de qualquer mensagem sobre “guerra e enfrentamento”.

 

Acima: governador Eduardo Leite e a Secretária de Cultura do RS Beatriz Araújo recebendo o livro “A Matriz da Cultura Negra no Gauchismo” das mãos da autora Liliana Cardoso.  Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini.

Aqui, outra visão sobre a cultura gaúcha em post da mesma secretária, em 2017, quando defendia a reabertura da Queermuseu, em Porto Alegre.

 

O governo Leite praticamente fundiu o movimento tradicionalista gaúcho com o movimento negro nesta edição da Semana Farroupilha. Nas comemorações finais e pela ótica do segundo, fez considerações sobre o papel do negro no Rio Grande do Sul, revisionismo do infame caso dos Lanceiros Negros durante a revolução e muito discurso que remete a luta de classes, com desejo permanente de representatividade. Pode ser apenas o acaso, mas também um capitulo da escalada de Eduardo Leite para se firmar entre minorias, rumo a outro palácio, o do Planalto.

Alceu Collares

PS. Apesar da limitada cobertura dos eventos com transmissão da TVE e postagens nas redes sociais do governador e do Governo RS, parece que não há, no contexto da celebração do papel do negro no RS neste evento, qualquer menção ao ex-governador Alceu Collares, primeiro governador negro do RS (1991-1995). Uma lástima.

Veja também

Defensora da Queermuseu é a nova Secretária de Cultura do RS

Continue Lendo

Assine nossa newsletter

* indicates required

Mais Acessados

Copyright © 2021. Lócus Online.