Juiz Marcio Umberto Bragaglia – A reeducação do imaginário e a recuperação de presidiários

A reeducação do imaginário

Como o acesso a clássicos da literatura pode auxiliar na recuperação de presidiários, diminuindo o índice de reincidência no crime?
A reeducação do imaginário é um projeto posto em prática pelo juiz Marcio Umberto Bragaglia, da Vara Criminal de Joaçaba – SC, que é o nosso entrevistado na transmissão ao vivo desta noite.

Entrevista Completa:

Lista completa dos livros

Livro Dias a remir
1 – Crime e Castigo (Fiódor Dostoievski) 4
2 – O Coração das Trevas (Joseph Conrad) 2
3 – Otelo (Willian Shakespeare) 2
4 – Moby Dick (Herman Melville) 5
5 – O Vermelho e o Negro (Stendhal) 4
6 – A montanha mágica (Thomas Mann) 7
7 – Paraíso Perdido (John Milton) 4
8 – Macbeth (Willian Shakespeare) 1
9 – A Morte de Ivan Ilitch (Leon Tolstói) 1
10 – O Senhor dos Anéis (John Ronald R. Tolkien) 11
11 – Grandes Esperanças (Charles Dickens) 4
12 – Fahrenheit 451 (Ray Bradbury) 2
13 – Ficções (Jorge Luis Borges) 2
14 – Dom Quixote (Miguel Cervantes) 8
15 – Os Noivos (Alessandro Manzoni) 6
16 – Os anos de aprendizado de Wilhelm Meister (Goethe) 6
17 – Contos Completos (Flannery O’Connor) 5
18 – Os Demônios (Fiódor Dostoievski) 5
19 – Demian (Herman Hesse) 2
20 – O Médico e o Monstro (Robert Louis Stevenson) 2
21 – As Crônicas de Nárnia (C. S. Lewis) 6
22 – Divina Comédia (Dante Alighieri) 3
23 – Confissões (Santo Agostinho) 3
24 – Diário de um pároco de aldeia (Georges Bernanos) 2
25 – O homem sem qualidades (Robert Musil) 10
26 – A Estrada (Cormac MacCarthy) 2
Total 109

 

Material complementar – Reeducação do imaginário: a leitura de clássicos na prisão

 

 

Previous ArticleNext Article

Responder