Havan em Coxilha? Mas o sindicato é o mesmo!

O prefeito de Coxilha ofereceu terreno e outras facilidades para a empresa catarinense, contrapondo as dificuldades em Passo Fundo. Só esqueceu de um detalhe…

O prefeito de Coxilha, Ildo Orth (PP) tem dado declarações na imprensa sobre um ofício enviado para a diretoria de expansão da Havan, oferecendo terreno e facilidades para a instalação da filial, caso a negociação com Passo Fundo não aconteça. A área estaria a 3 km de distância do bairro São José.

O prefeito ainda afirma que o comércio em Coxilha é livre e depende apenas do acerto entre patrão e empregado. Claro que esta seria uma alternativa de negociação trabalhista desejável, mas não é o caso.

Segundo o próprio site do Sindicato dos Comerciários de Passo Fundo e Região (e mais dois especialistas consultados pela Lócus), Coxilha está dentro da área de abrangência da entidade, composta por Passo Fundo, Marau, Casca, Sertão, Serafina Corrêa, Vila Maria, Coxilha, Gentil, Mato Castelhano, Montaurí, Nicolau Vergueiro, Pontão, Santo Antônio do Palma, São Domingos do Sul, Camargo, Vanini, Guaporé e Ernestina.

Detalhe do site do sindicato dos comerciários, disponível aqui.

Ou seja: não adianta mudar de cidade. O sindicato irá onde a Havan se instalar (nesta área de abrangência) e será o tutor da relação empregador-empregado.

O prefeito de Coxilha poderá sugerir outras ideias para o povo de Passo Fundo, como a construção de um aeroporto (de preferência, privado). A solução para o comércio, esta parece que já nasceu com problemas.

 

Previous ArticleNext Article

Responder