UPF terá Semana Acadêmica recheada de doutrinação e ataques a Bolsonaro

A Universidade de Passo Fundo, que ainda custa a investigar dois crimes ocorridos nas últimas eleições (pichações racistas e injúria), terá Semana Acadêmica que discutirá doutrinação, mas fazendo uso da mesma. 

Os absurdos que vêm ocorrendo nas pendências da Universidade, como dois citados acima, são parte do declínio do sistema de ensino que ocorre nos quatro cantos do Brasil. A instituição, no lugar de estimular os alunos a construir um debate coerente, dá suporte ao coro público pelas pautas de esquerda que colocaram o país num abismo educacional nas últimas décadas. 

Machismo, gayzismo, racismo, xenofobia e ataques ao atual Governo serão a base dos conteúdos trabalhados ao longo de uma curta semana de estudos (veja o cartaz abaixo) e muita matação de aula. 

Ficam aqui algumas perguntas aos responsáveis pela Instituição:

  1. Quem foram os responsáveis pelo cartaz de Bolsonaro que o associou a Hitler?
  2. Quem foram os responsáveis pelas pichações racistas nas últimas eleições?
  3. Quais são os dados coletados sobre a educação no Município? (já estivemos lá: eles não sabem!)
  4. Os alunos saem preparados para o mercado de trabalho? 

Bom, para quem ainda dá alguma credibilidade para a UPF, a semana acadêmica será realizada entre os dias 27 e 31 de maio. Ou melhor, de 27 a 30, já que no último dia haverá uma festa.

Previous ArticleNext Article

Responder