Causa animal é tema do Grande Expediente de Rafael Colussi

Rafael Colussi (DEM) foi o Orador do Grande Expediente desta quarta-feira (16) na Câmara de Vereadores de Passo Fundo. Além dos projetos em andamento e das emendas impositivas conseguidas, Colussi destacou o principal tema do seu mandato, a causa animal. Acompanhe, a seguir, os principais pontos da sua fala.

Bem-estar animal

A bandeira do bem-estar animal antecede as ações do mandato do vereador Rafael Colussi. De acordo com parlamentar, a causa é tão nobre quanto as demais. Para ele, o início da sua atividade legislativa permitir coordenar as várias iniciativas que já estavam em andamento. “Trata-se de um trabalho que exige dedicação e não tem hora”, comentou.

Lembrou ainda do Fundo Municipal de Proteção ao Bem-Estar Animal (FUBEM), que vincula ao IPTU uma doação de forma voluntária, no valor de R$ 10 reais, para o Fundo. O valor será utilizado para encaminhar para castrações e tratamentos. Embora compreenda que falte verbas para outras áreas, no seu entendimento isso não pode ser aceitado; o Fundo, portanto, é uma alternativa à escassez de recursos públicos para a causa animal. 

Colussi é autor do Substitutivo 01 ao PL 16/2019, juntamente com o vereador Patric Cavalcanti (DEM), que dispõe sobre o “Programa de controle populacional de cães e gatos” no Município. A proposição foi aprovada na Sessão Plenária do dia 19 de agosto deste ano. 

É também de sua autoria o Substitutivo Nº 001 ao Projeto De Lei 029/2018, aprovado na Sessão Plenária de 19/12/2018. Dispõe sobre a criação e a venda no varejo de cães e gatos por estabelecimentos comerciais no município de Passo Fundo, bem como as doações em eventos de adoção desses animais. Colussi abordou a questão, apontando a necessidade de regulamentação do mercado para garantir os devidos cuidados com os animais. O projeto, assim, havia sido construído em conjunto com várias entidades que colaboraram com o tema. “Agora ninguém mais pode fazer aqueles canis clandestinos, tratando animais como ‘coisas'”, apontou.

Por fim, o projeto “Cãolussi vai à escola” é desenvolvido pelo seu gabinete. Trata-se de um programa de conscientização que é levado às escolas, relacionados à causa animal.

Emendas Impositivas

  • R$ 340 mil para reforçar o número de castrações, controlando assim o aumento da população de cães e gatos;
  • R$ 150 mil para a aquisição de equipamentos de videomonitoramento;
  • R$ 30 mil para aquisição de viatura destinada a divisão de cemitérios;
  • mais R$ 30 mil para aquisição de material de consumo para o atendimento de animais no ambulatório municipal;
  • R$ 163 mil para a Reforma do Hospital Municipal César Santos;
  • mais R$ 171 mil destinados para auxiliar nos atendimentos domiciliares a idosos e pessoas com dificuldades de mobilidades físicas;
  • R$ 25 mil encaminhados para Agenda 21.

Vídeo do Grande Expediente

Previous ArticleNext Article

Responder