fbpx

Pedido para criação de comissão para fiscalizar gastos do Covid em Passo Fundo é arquivado

O autor da proposta, o vereador Luiz Miguel Scheis (PDT), usou as redes sociais para criticar o descaso com a fiscalização dos recursos

O Projeto para a criação de uma “Comissão Parlamentar para o acompanhamento dos gastos efetuados pela Prefeitura Municipal, com os recursos destinados tanto do governo Federal, quanto do Governo Estadual, para o combate a pandemia do COVID-19” era, segundo Scheis, uma demanda da população para maior controle dos gastos públicos.

De acordo com o parlamentar:

“Isso traria mais transparência nos gastos públicos, e nos daria a possibilidade de prestar contas a população passofundense! Porém, mais uma vez, fomos vencidos pelo Prefeito e alguns vereadores, que ARQUIVARAM nosso pedido, deixando-nos de mãos amarradas!”

Ainda, informou que há aproximadamente 60 dias, solicitou ao Poder Executivo as notas fiscais da aquisição dos respiradores, mas que não houve retorno. Entretanto, a resposta ao Pedido de Informação 06/2020 foi respondida ainda no dia 26/06/2020 (RESPOSTA PEDIDO DE INFORMAÇÃO 06_2020):

De qualquer forma, a criação de comissão especial poderia redobrar a gestão dos recursos aplicados na saúde da cidade. No entanto, para o presidente da Câmara de Vereadores, Saul Spinelli (PSB), os pareceres contrários das demais comissões motivam o arquivamento da proposta.

Veja, a seguir, a nota postada pelo vereador Luiz Miguel nas redes sociais:

View this post on Instagram

FALTA DE TRANSPARÊNCIA! Protocolamos, a pedido da população, o Projeto para a criação de uma "Comissão Parlamentar para o acompanhamento dos gastos efetuados pela Prefeitura Municipal, com os recursos destinados tanto do governo Federal, quanto do Governo Estadual, para o combate a pandemia do COVID-19"! Isso traria mais transparência nos gastos públicos, e nos daria a possibilidade de prestar contas a população passofundense! Porém, mais uma vez, fomos vencidos pelo Prefeito e alguns vereadores, que ARQUIVARAM nosso pedido, deixando-nos de mãos amarradas! E assim, as informações seguem obscuras… Dúvidas quanto a destinação dos recursos e custos de aparelhos adquiridos, ficando a população privada de ter acesso ao seu direito de transparência das finanças do governo municipal . Saliento que há aproximadamente 60 dias, solicitei ao poder executivo as notas fiscais da aquisição dos respiradores, e PASMEM! ATÉ AGORA NADA. Não sou contra investimentos na saúde, principalmente neste momento de pandemia, mas como "funcionários do povo", precisamos prestar contas da forma mais transparente possível. Se para Vereador, eleito para ser o representante dos munícipes, é difícil, imagina para o resto da população… Seguimos…

A post shared by Luiz Miguel Scheis (@vereadorluizmiguel) on

Previous ArticleNext Article

Responder