João dos Santos defende gestão de Luciano Azevedo e provoca discussão

Durante a Sessão Plenária do dia 03/04/2019 da Câmara de Vereadores de Passo Fundo, o vereador João dos Santos (PSDB) usou a tribuna para defender as obras que estão sendo realizadas pelo prefeito Luciano Azevedo. Isso motivou uma série de discussões na Casa, pois não há consenso entre os vereadores sobre o tema. 

O começo

O vereador Cláudio Rufa Soldá (PP), durante o seu Grande Expediente realizado no dia 03/04/2019, tratou de dois temas principais. O primeiro deles foi sobre o andamento das obras de pavimentação da Avenida Brasil Leste, enquanto o segundo foi sobre o custo dos aluguéis dos imóveis utilizados pela prefeitura de Passo Fundo. 

Em relação ao primeiro tema, Rufa revelou que, após um ano (metade tempo previsto para a conclusão da obra), somente foi executado 1,5 km do total de 5,5 km. Com um custo de R$ 17 milhões de reais, o trecho orçado vai do trevo do bairro São José até o Colégio IE, no Bairro Boqueirão. No entanto, destacou que isso permite a negociação de aditivos que podem não só prejudicar as finanças do Município, como impedir a destinação de recursos para áreas com demandas mais urgentes.

Rufa exibiu vídeos de depoimentos de comerciantes e moradores pedindo a conclusão das obras. Foram cerca de 4 quadras de obras concluídas na metade do tempo, mas restam ainda outras 20 para a sua conclusão. Os transtornou causados à comunidade já são inúmeros, prejudicando sobretudo o comércio da cidade. Há denúncias, inclusive feitas pelo vereador, mas que facilmente podem ser observadas ao circular pelo local, que já são visíveis buracos, rachaduras e ondulações no asfalto.

O vereador Dalla Lana (PTB) mostrou preocupação com os problemas causados ao comércio na cidade, um dos eixos da economia local. Para ele, a obra, além de ter um custo elevado, está sendo realizada por uma empresa sem capacidade para isso:

João dos Santos

João dos Santos (PSDB) lembrou os demais vereadores que as gestões municipais anteriores tiveram problemas, mas que muitas obras foram realizadas para a melhoria de Passo Fundo. Disse ainda, para citar o exemplo do Parque da Gare, que muitas das pessoas que atacaram o projeto hoje usufruem das comodidades do espaço. Para o vereador, as obras que estão sendo realizadas na Avenida Brasil, embora causem transtornos, terão o mesmo resultado das demais obras e só terá a beneficiar a população da cidade.

Dalla Lana

Agora na tribuna, Dalla Lana disse estar “enojado” com a situação da Avenida Brasil. Para o vereador, quando uma obra é realizada pelo setor público, ela custa muito mais do que quando realizada pela iniciativa privada, mostrando uma falta de eficiência na gestão pública como um todo.

Embora reconheça as melhorias na cidade, é preciso pensar no amanhã, nas obras para o futuro. O dinheiro é do povo. Para o vereador, as obras acabam tendo fins eleitoreiros e, por isso, quando são inauguradas, já estão sucateadas.

Para Dalla Lana, a atual reforma na Avenida Brasil não irá alargar o espaço para os carros. Portanto, não irá melhorar o fluxo de trânsito na cidade. 

Por fim, lembrou que a maioria dos contratos públicos acabam com aditivos que aumentar o problema de gastos, isso porque o mecanismo da licitação deixa muitas brechas para que isso aconteça. 

Pedro Danelli

O vereador Pedro Danelli (PPS), um dos parlamentares com maior tempo de Câmara de Vereadores da atual gestão, também bateu na mesma tecla de Dalla Lana quanto aos problemas da Lei 8.666/1993, que disciplina as licitações e os contratos públicos. Como as empresas, ao participar de uma licitação, colocam um valor baixo, acaba sendo necessário novos aditivos para que as obras sejam concluídas conforme contratado com a Administração Pública. 

Saul Spinelli

Saul Spinelli, que é do mesmo partido do prefeito Luciano Azevedo (PSB), usou seu espaço para defender o trabalho da atual gestão municipal. Para o vereador, as obras que estão sendo realizadas na Avenida Brasil são uma grande conquista para a cidade, embora reconheça que alguns transtornos façam parte da execução.

Ainda, mostrou um vídeo que irá circular nas redes sociais em que faz uma defesa das reformas na Avenida, que além de melhorar a circulação da cidade, irá resolver uma série de transtornos pela falta de estrutura. Para ele, isso aconteceu graças “ao pulso firme de Luciano Azevedo”. Por conta das crises econômicas, Passo Fundo deveria se orgulhar de poder estar realizando uma obra dessa dimensão.

Rufa

O vereador Rufa (PP), já apontado pela equipe da Lócus como um dos principais críticos à gestão de Luciano Azevedo, voltou a tribuna para questionar a posição de Saul. Para ele, basta circular pelo trecho reformado para ver com os próprios olhos que a obra já foi entregue com uma série de problemas, como rachaduras, buracos, além de problemas no escoamento da água. Na frente da Havan, o asfalto recém entregue já está precisando tapas os buracos e seguidamente alaga.

Luis Miguel (PDT), fazendo uso do aparte, disse que os empresários estão sendo prejudicados. Para ele, o atual governo está deixando a desejar com o dinheiro do povo, que está sofrendo com os transtornos causados pelas reformas. 

 

Previous ArticleNext Article

Responder