fbpx

Resumo da Sessão Plenária de 12/06/2019

Acompanhe, a seguir, os destaques da Sessão Plenária da Câmara de Vereadores de Passo Fundo do dia 12/06/2019.

Tribuna Popular

O espaço da Tribuna Popular foi ocupado pela hematologista Cristiane Rodrigues de Araújo, representando o Setor de Hemoterapia do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP). Como o dia 14 de Junho é o dia Internacional do Doador de Sangue, ela falou sobre a importância da data para sensibilizar a comunidade a se tornar um doador de sangue e salvar vidas. O espaço foi solicitado pelo vereador Pedro Daneli (PPS).

Conforme relatado, a meta da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de ter ao menos 3% da população doadora. No Brasil, a taxa não chega a 2%. De acordo com a Dra. Cristiane, para suprir a necessidade da Hemoterapia, são necessários em torno de 60 a 80 doadores por dia.

Grande Expediente

Alex Necker (PCdoB) usou o espaço do Grande Expediente para falar de ações do seu mandato e projetos recentes. Violência contra a mulher e defesa do meio ambiente são temas comumente tratados pelo parlamentar na tribuna. 

Violência contra a mulher

Tchequinho (PSL) criticou parte das políticas destinadas às mulheres, sobretudo nos pontos excedentes. Para o parlamentar, dentro de breve, um homem poderá ser punido só pelo fato de olhar para uma mulher. Para ele, a violência faz vítima a todos. Ainda, a mulher, nos dias atuais, ao contrário do que se tenta difundir, já está em pé de igualdade com os homens em todos os sentidos, conforme apontou.

Perímetro Urbano

Paulo Neckle (MDB) falou sobre o PL 011/2019, de sua autoria, que pretende aumentar o perímetro urbano de Passo Fundo – e já teve parecer favorável da CCJ da Casa. O projeto quer construir mais de duas mil e quinhentas casas nos dois primeiros anos para a população carente. 

Manitowoc

Luiz Miguel Scheis (PDT) destacou a assinatura do prefeito Luciano Azevedo ao acordo extrajudicial conduzido pelo vereador Patric Cavalcanti (DEM) em relação à retomada da área da Manitowoc para o Município. Patric havia organizado coletiva de imprensa relatando o acordo. O Prefeito, na imprensa, desmentiu o parlamentar, informando que nada havia sido assinado. Essa discussão, no entanto, foi muito criticada pela postura de Luciano Azevedo: ao querer estar à frente da negociação, acabou atacando o Poder Legislativo Municipal.

Ainda, Scheis criticou o montante de honorários advocatícios que será recebido pelo advogado do autor, em mais de R$ 1,8 mi. 

Governo do Estado

Gleison (PSB) comentou matéria recentemente publicada que informava que Eduardo Leite, governador do RS, estava usando verbas da educação para a construção de estradas. Para ele, a denúncia é grave, sobretudo porque muitas escolas estaduais em Passo Fundo passam por várias dificuldades estruturais. 

 

Previous ArticleNext Article

Responder