fbpx

OAB abraça a causa dos antifas

Segundo comunicado oficial, neste dia 29, a OAB se une a entidades e movimentos sociais em defesa da democracia e da vida

Sob a gestão de Felipe Santa Cruz, a Ordem dos Advogado do Brasil parece ter se desviado definitivamente da sua vocação institucional para abraçar causas políticas que advogam a oposição irrestrita a quaisquer atos do Governo Federal. Nesta semana, os advogados (e também as demais pessoas que recebem o informativo da Ordem) foram surpreendidos pela adesão ao movimento “Brasil pela Democracia”, como pode ser visto na imagem abaixo:

O vídeo lançado pelo movimento leva a direção de João Wainer e a voz de Patrícia Pillar. Com um minuto de duração, é possível ver o teor do movimento e a “causa” defendida:

 

Leia também: Nota em repúdio aos “ataques contra o STF” mostra que há tempos a OAB perdeu sua vocação e seu bom senso

É preciso dar uma olhada nas redes sociais do autor do filme, João Weiner, como abaixo, com prints de algumas publicações na sua consta do Instagram:

O que representa o movimento?

Segundo consta no site institucional do movimento “Brasil pela Democracia”, as pautas vocacionais são as seguintes:

PELA DEMOCRACIA E PELA VIDA

Defender a vida e a democracia é o propósito que nos une e mobiliza

A vida está ameaçada

A inépcia e a descoordenação do Governo Federal enfraquecem a capacidade da sociedade brasileira de enfrentar a pandemia. A crise de saúde pública que vivemos é ainda agravada pela incapacidade de respostas consistentes e urgentes diante da insustentável realidade de pobreza, desigualdades e iniquidades, assim como pela recusa frequente de levar em consideração as orientações científicas, médicas e de profissionais e organizações de saúde.

A democracia também

A democracia está ameaçada. As instituições, a imprensa, a cidadania e o Estado Democrático de Direito estão sob permanente e inconcebível ataque. Preceitos constitucionais fundamentais têm sido descumpridos. Vemos aviltada a soberania de decidir e conduzir nossa política econômica e o melhor e mais sustentável uso de nossos recursos estratégicos.

A sociedade precisa se unir e agir

O momento histórico exige que a sociedade civil brasileira se coloque em movimento, em articulação e mobilização. Impõe-se a necessidade de reunir e unir todos e todas que consideram a proteção da vida e da democracia valores universais, atualmente agredidos e ameaçados pelas medidas e iniciativas de autoridades públicas do Governo Federal.

Brasil pela Democracia e pela Vida

Trata-se de uma campanha para congregar todos e todas que compreendem como indispensável a defesa da paz e a preservação do Estado Democrático de Direito e suas instituições, de maneira a assegurar, fortalecer e expandir os ainda insuficientes espaços de participação e intervenção social. É a reunião de esforços para proteger a vida, favorecendo a solidariedade, a cooperação, a articulação e a coordenação entre governos, instituições, organizações, movimentos e cidadãos e cidadãs.

Consta ainda que, “a partir da iniciativa de OAB, ABI, SBPC, Centrais Sindicais, Comissão Arns e Pacto pela Democracia, a campanha congrega mais de 70 organizações entre entidades nacionais, movimentos sociais, articulações pró-democracia, coletivos populares e organizações não-governamentais para reforçar a mobilização em defesa da democracia, do primado da vida e da universalidade de direitos, liberdades e oportunidades no país”.

A OAB se perdeu?

Nem mesmo o conceito de democracia foi poupado. Agora, conforme difundido, “atos democráticos” são aqueles representados pelos antifas, enquanto os “atos antidemocráticos” pelos grupos de direita e demais apoiadores do Governo Jair Bolsonaro.

A OAB abraça a causa política e o ativismo anti-Bolsonaro durante a gestão do atual presidente do Conselho Federal, Felipe Santa Cruz. Há grupos que pedem a saída do advogado carioca desde que mostrou os fins da sua gestão. Enquanto isso, muitos advogados já mostram seu descontentamento e já não se sentem mais representados pela Ordem. E o que é pior: a sociedade brasileira já não está vendo a OAB com os mesmos olhos de antes.

Previous ArticleNext Article

Responder