Preço dos combustíveis: “A vigarice está no Governo do Estado do RS”

O vereador Renato Tiecher (PSL), mais conhecido como Tchequinho, fez uso da Tribuna da Câmara de Vereadores de Passo Fundo, durante a Sessão Plenária do dia 13/05/2019, para comentar a repercussão nas redes sociais nos últimos dias em relação aos impostos sobre os combustíveis no estado do Rio Grande do Sul, sob o governo de Eduardo Leite (PSDB).

No telão da Câmara, foi mostrado um vídeo no qual era explicado a composição do ICMS sobre o valor da gasolina. A cobrança do imposto não ocorre sobre o valor que sai das refinarias, mas sobre o valor que o governo estipula que será vendido nos postos de gasolina. Na prática, a cobrança é de cerca de 70% direta sobre o preço do combustível. Agora, o Governo do RS quer fazer uma revisão a cada 15 dias dos valores. 

Tchequinho ainda noticiou apresentação de “Moção de Repúdio ao modo de cobrança de impostos sobre o combustível que é adotado pelo Governo do Estado do RS”. De acordo com a justificativa: “Essa moção é uma forma de protesto pela forma que o governo do estado do Rio Grande do Sul adota para cobrar impostos como ICMS, PIS e CONFINS, sobre o combustível, fazendo a cobrança do ICMS pelo preço que acha que irá ser vendido nos postos de combustíveis e não sobre o valor do produto que sai das refinarias.” (sic)

Vídeo com a fala do vereador

Previous ArticleNext Article

Responder